ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Hub aéreo longe de arrancar: Baixa de 5,9% no movimento de aviões nos aeroportos e aeródromos de Cabo Verde 29 Mar�o 2019

O propalado Hub aéreo com base no Sal está longe de arrancar. É que, segundo divulgou, esta quinta-feira, o Instituto Nacional de Estatísticas, durante o ano de 2018, registou-se uma diminuição de 5,9% no movimento de aviões nos aeroportos e aeródromos de Cabo Verde.

Hub aéreo longe de arrancar: Baixa de 5,9% no movimento de aviões nos aeroportos e aeródromos de Cabo Verde

Diante deste facto, o Hub aéreo anunciado com com pompa e circunstância pelo Governo de Ulisses Correia e Silva pode estar comprometido, caso não se trave a actual tendência com a quebra nas movimentações das aeronaves no espaço aéreo cabo-verdiano.

Para técnicos da área, tudo aponta que a privatização da TACV com a suspensão de voos internacionais e com destino a Praia e Mindelo, poderá estar, entre outros factores relevantes, na origem dessa baixa, no tocante ao movimento de aviões, registada no país.

Em termos absolutos, significa que no ano passado registaram-se 34.077 movimentos de aeronaves nos aeroportos e aeródromos nacionais, ou seja 2.135 movimentos de aeronaves a menos face ao ano de 2017.

A Estatística de Transporte do INE precisa ainda que, em 2018, os números de aterragens e descolagens de aeronaves decresceram, 5,9%, em relação a 2017. Trocados por números, indica que, no mesmo período em análise, registaram-se nos aeroportos e aeródromos de Cabo Verde 17.040 movimentos de aterragens e 17.037 movimentos de descolagens, correspondendo a 1.067 aterragens e 1.068 descolagens de aeronaves a menos, respetivamente, em relação ano de 2017.
Os mesmos dados do INE revelam também que a tonelagem de cargas movimentadas nos aeroportos e aeródromos de Cabo Verde diminuiu 38,4% em 2018.

Referindo-se aos movimentos de passageiros durante o ano de 2018, o INE destaca, no entanto, que mais de 2,7 milhões de passageiros passaram pelos aeroportos e aeródromos cabo-verdianos, representando um aumento de 2,0% relativamente ao ano anterior- passaram pelos aeroportos e aeródromos de Cabo Verde, 2.702.232 passageiros, correspondendo a 53.001 passageiros a mais do que em 2017. Já a tonelagem dos correios movimentados aumentou 3,6%, em relação ao ano de 2017, segundo a mesma fonte.

Transportes marítimos e terrestres

Entretanto, o INE aponta que no ano de 2018, nos portos nacionais, o número de navios movimentados aumentou 10,2%, o número de passageiros movimentados cresceu 11,9%, a tonelagem de mercadorias movimentadas subiu para 11,7%, e o número de contentores de 20 pés (teus) movimentados aumentou 13,5%, em relação ao ano de 2017.

«Ainda, em 2018, nos transportes coletivos urbanos regulares de passageiros por meio de autocarros, o número de passageiros movimentados cresceu 10,1%, a extensão de percursos estabilizou 0,0%. O total de quilómetros percorridos cresceu 26,3%, o total de horas trabalhadas aumentou 13,2%, o índice de passageiros transportados por quilómetros nos diversos percursos diminuiu 12,6% e o número de lugares oferecidos pelos autocarros aumentou 7,6%, em relação ao ano de 2017», conclui a estatística de transportes do INECV divulgado esta quinta-feira´,28, na sua página oficial.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project