SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: INSP valida manual para harmonizar normas de transporte das amostras biológicas no País 27 Agosto 2020

O Manual de Transporte das Amostras Biológicas, ora validado, vai harmonizar todas as recomendações e orientações relacionadas com o transporte de amostras por via aérea, marítima e terrestre, assegurou hoje a presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP).

Covid-19: INSP valida manual para harmonizar normas de transporte das amostras biológicas no País

O Manual de Transporte das Amostras Biológicas, ora validado, vai harmonizar todas as recomendações e orientações relacionadas com o transporte de amostras por via aérea, marítima e terrestre, assegurou hoje a presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP).

De acordo com a inforpress, no âmbito da formação em “Biossegurança em contexto laboratorial”, que teve lugar de 25 a 27, na cidade da Praia, o INSP com apoio técnico e financeiro da Organização Mundial da Saúde elaborou este manual para evitar quaisquer constrangimentos ou acidentes no transporte das amostras biológicas.

“Cabo Verde, não tinha um manual e quando havia necessidade de transportar uma amostra, de uma ilha para a outra, os profissionais faziam algumas pesquisas e implementavam as normas internacionais existentes” afirma Maria da Luz Lima.
Com a elaboração e validação desse manual, explicou a mesma, que vão harmonizar todas as recomendações e orientações relacionadas com o transporte de amostras, quer por via aérea, marítima e terrestre.

Avança ainda Maria da Luz Lima, conforme a inforpress, que é fundamental que haja um manual nacional com directrizes claras que normatiza todos os procedimentos, para que não haja atrasos, por exemplo na busca das amostras, para que não haja amostras que não cheguem em qualidade aos laboratórios. Enfim, um conjunto de constrangimentos que serão ultrapassados com a implementação desse manual.
Após a sua validação, informou que este manual será socializado a nível do serviço da saúde, mas também a nível da saúde dos animais e imediatamente será implementado.

Maria da Luz Lima sublinhou que, relativamente à formação em “Biossegurança em contexto laboratorial”, é fundamental para a segurança dos profissionais do laboratório, do próprio laboratório, por isso os técnicos do laboratório devem fazer regularmente a capacitação e actualização sobre normas de biossegurança que estão a mudar constantemente de acordo com os desafios que vão aparecendo.
“Neste momento, com o desafio da covid-19, um vírus com um comportamento diferente dos outros conhecidos anteriormente, é necessário adaptar todas as normas de biossegurança a este contexto” assegurou.

Maria da Luz Lima garantiu que até agora nenhum técnico de laboratório de virologia foi infectado com o vírus da covid-19 e nem os laboratórios foram contaminados neste processo de transporte e recepção de amostras para análise do PCR (Polymerase Chain Reaction).

“É importante que todas as pessoas que trabalham, não só os técnicos do laboratório, como os médicos e enfermeiros, que estão envolvidos com doentes suspeitos, contactos ou viajantes, conheçam essas normas e para poderem implementar e para poderem proteger a si mesmo e as suas famílias e a comunidade”, ressaltou Maria da Luz Lima segundo a inforpress.

Os laboratórios no País já realizaram até este momento 25 mil testes, com uma análise diária de 300 testes.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project