POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Ilha do Maio: MpD diz que organização da manifestação de sábado teve como protagonista a oposição local 21 Junho 2018

O coordenador da Comissão Politica Concelhia do Movimento para a Democracia (MpD, no poder) no Maio, Adilson Cardoso, considerou que a organização da manifestação realizada no passado sábado teve como protagonista a oposição local.

Ilha do Maio: MpD diz que organização da manifestação de sábado teve como protagonista a oposição local

“A dita manifestação do passado dia 16 clarificou todas as dúvidas quanto à orquestração da mesma. O PAICV e a OIAM são os verdadeiros protagonistas desta iniciativa”, lançou a mesma fonte, no dia 18, que acusou as duas forças de “esconderam a cara e parte do corpo” e “mandar para a frente da manifestação” a “autoproclamada união maiense”, liderado por pessoas com “claras ligações ao partido”.

Adilson Cardoso lembrou que durante os 15 anos da governação do PAICV (oposição) a ilha do Maio e suas gentes foram “relegadas para planos terciários”, razão pela qual considerou que “praticamente não houve adesão dos maiense” à referida manifestação.

“A adesão tira todo e qualquer tipo de dúvidas quanto ao seu impacto. As figuras mais salientes desta manifestação são, politicamente, todos identificados e as imagens não deixam dúvidas se é que existiam nesse capítulo”, notou.

Adilson Cardoso considerou ser “estranho” que quem anunciou a próxima manifestação tenha sido o próprio líder da OIAM, oposição na Assembleia Municipal do Maio, e posteriormente o deputado nacional eleito pelo PAICV.

Segundo explicou aquele representante, o MpD não é contra qualquer tipo de manifestações, mas defende a transparência “em toda a sua dimensão”, que deve demonstrar claramente os seus reais motivos, pelo que considerou ser “algo orquestrado” com fins políticos.

“Indiscutivelmente”, considerou a mesma fonte, a ilha do Maio vive uma “nova dinâmica”, fruto de “um trabalho arduamente desenvolvido” seja pela câmara municipal, liderada por Miguel Rosa, seja pelo Governo central, liderado pelo Ulisses Correia e Silva.

Adilson Cardoso disse ainda que os maienses têm motivos para acreditar num “futuro melhor”, porque “finalmente” a ilha do Maio vai ter o seu porto requalificado, sublinhou, lembrando que em 15 anos de mandato do PAICV “não foi investido um único centavo” no porto que fora construído precisamente pelo Governo do MpD, na década de 90.

Aquele representante disse acreditar que a “carteira de investimento” que o poder central e o poder local têm para ilha vai transformar o Maio num destino turístico de “referência” nos próximos anos.

“A Câmara Municipal do Maio em funções há cerca de 18 meses vive um dos melhores momentos de toda a sua história, tem obras, tem projectos, tem uma visão clara para a ilha e conta com um Governo amigo da ilha, parceiro da autarquia e que trabalha em concertação e não em concorrência”, conclui. Fonte: Inforpres

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project