POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Ilha do Sal: Deputados do MpD reclamam mais valências para o Hospital Regional Ramiro Figueira 19 Janeiro 2022

Os deputados do Movimento para Democracia (MpD-poder), eleitos pelo círculo eleitoral do Sal, reclamam por mais valências para o Hospital Regional Ramiro Figueira, nomeadamente blocos para consultas de determinadas áreas como Ginecologia, Psiquiatria, Pediatria e outras consideradas prioritárias.

Ilha do Sal: Deputados do MpD reclamam mais valências para o Hospital Regional Ramiro Figueira

Estas reclamações vieram na voz do deputado nacional Aniceto Barbosa, durante uma conferência de imprensa no âmbito de uma visita de três dias ao círculo para se inteirar da situação da pandemia da covid-19, na ilha, tendo visitado o hospital, a Delegacia de Saúde local, a Delegação Escolar, também as obras de habitação de interesse social em Chã de Matias.

“Entendemos que o Hospital do Sal já está, praticamente, no limite das suas capacidades, sendo necessário apostar-se noutras valências, nomeadamente construção de outros blocos para atendimento, consultas a nível, por exemplo, de Ginecologia, Psiquiatria, Pediatria entre outras”, esclareceu o deputado.

Aniceto Barbosa disse que os eleitos do MpD para o círculo do Sal vão levar essas preocupações ao Parlamento, ao Governo, mostrando que neste momento, o hospital do Sal, já “não está a dar conta do recado”, nessas matérias.

“Três áreas importantes que, do nosso ponto de vista, mas também do ponto de vista clínico, é necessário dar uma atenção especial, daí que vamos levar essas preocupações junto do Governo”, renovou.

Neste contexto de pandemia, embora satisfeito, conforme disse, com o processo de vacinação na ilha, os deputados do Movimento para Democracia, exortam a população no sentido de as pessoas vacinarem, por forma a combater essa pandemia da covid-19, além do cumprimento de outras normas sanitárias como o uso da máscara e distanciamento entre uns e outros.

Ilustrou que até o dia de hoje a ilha contabiliza cerca de 246 casos activos, 3.226 casos recuperados e 19 óbitos, e que só neste início de 2022 a ilha já regista cerca de 1.027 casos.

“Portanto, a nossa grande preocupação, efectivamente, tem a ver com a incidência do número de casos nos últimos dias. Por isso, queríamos partilhar essa preocupação com a população numa perspectiva de reforço da consciencialização, visando a disseminação da doença que se propaga, como todos sabemos, através de contactos e aglomeração”, manifestou o deputado Aniceto Barbosa. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project