INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Incêndio em França provoca apagões em três países 27 Julho 2021

No domingo a prefeitura de Aude, no sudoeste de França, informou que 850 hectares de vegetação tinham sido arrasados pelo fogo. Ocorreram cortes de eletricidade em três países, além da França, Portugal e Espanha.

Incêndio em França provoca apagões em três países

"As redes de eletricidade da Península Ibérica ficaram desligadas da eletricidade da Europa", anunciou em comunicado a RTE-Rede de Transporte de Eletricidade-Europa.

"2 350 MW de eletricidade cortados em Espanha e em Portgal 1 000 MW", lê-se no comunicado da tarde de domingo emitido pela entidade coordenadora das redes de alta tensão. A situação só ficou resolvida ao fim do dia.

O incêndio foi contido ao fim de várias horas, por um total de oitocentos bombeiros. Também foram utilizados meios aéreos: sete aeronaves Canadair, dois bombardeiros de água, um helicóptero Super Puma. Mas ao final de domingo, os bombeiros não excluíam que possa vir a ocorrer um reatamento, devido à seca extrema e ao vento de 40 km/h.

Um total de novecentas pessoas, residentes num núcleo populacional próximo da autoestrada A61, teve de ser retirado das suas casas.

Tudo terá começado com uma beata. É pelo menos a hipótese "realista" avançada pelo diretor do SDIC-Serviço Departamental de Incêndio e Socorro de Aude.

"Não posso pronunciar-me exatamente sobre as origens do incêndio. O que sabemos de certeza é que o fogo começou numa faixa de terra central da autoestrada A 61. Quando temos um estado de seca da vegetação como esta que temos na região de Aude há muitos dias, muitas semanas, é realista que uma simples beata (resto de cigarro) atirada dum carro possa provocar um tal sinistro. É muito forte essa possibilidade de que este tipo de imprudência seja a origem destes fogos de beira de estrada", disse Jean-Luc Becccari ao site público franceinfo.

9 em 10 têm origem humana

Após o roubo trancas na porta? O ditado ocorre quando se ouve uma autoridade a apresentar medidas pós-facto.

"Iremos avivar uma célula de investigação das causas do incêndio, como sempre se faz para os casos de grandes incêndios", disse no domingo a porta-voz da prefeitura de Aude ouvida pela France Bleu Occitanie.

"Sabemos que nove em dez casos de fogos têm origem humana e cabe a cada um adaptar o seu comportamento tendo em conta tais riscos e com sentido de responsabilidade manter o máximo de prudência possível".

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project