ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Indicador de confiança no consumidor em Cabo Verde registou o valor mais baixo dos últimos seis trimestres 11 Agosto 2020

De acordo com o Relatório, recentemente divulgado pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE-CV, no segundo trimestre do ano 2020, o Indicador de Confiança no Consumidor manteve a tendência descendente do último trimestre, registando o valor mais baixo dos últimos seis (6) trimestres consecutivos e, situando abaixo da média da série. O referido indicador evoluiu negativamente face ao mesmo período do ano 2019.

Indicador de confiança no consumidor em Cabo Verde registou o valor mais baixo dos últimos seis trimestres

Indicador de Confiança no Consumidor

Os resultados do Relatório do 2º trimestre de 2020 demonstram que o indicador de confiança no consumidor manteve a tendência descendente do último trimestre, registando o valor mais baixo dos últimos seis trimestres consecutivos, situando abaixo da média da série e, desta forma, o referido indicador revela uma diminuição da confiança das famílias cabo-verdianas. Nota-se ainda, uma evolução negativa, comparativamente ao trimestre homólogo.

Situação Presente e Passado

Para as famílias inquiridas, nos últimos 12 meses, tanto a sua situação económica do seu lar como a situação económica do País evoluíram positivamente em relação ao trimestre homólogo. Na opinião dos inquiridos, os preços de bens e serviços diminuíram face ao trimestre homólogo. Entretanto, nota-se que o desemprego diminuiu ligeiramente relativamente ao mesmo período do ano transato.

Poupança

Segundo o INE-CV, relativamente ao item poupança, a maior parte (93,2%) dos inquiridos no segundo trimestre do ano de 2020 considerou que, ainda, a atual situação económica do país não permite poupar dinheiro. Já, no trimestre homólogo, esse percentual era de 66,2%, o que representa uma diferença de 27,0 pontos percentuais (p.p.) entre os dois períodos. De realçar que 6,6% dos inquiridos afirmaram ser possível poupar algum dinheiro com a atual situação económica do país, sendo que, no trimestre homólogo, esta percentagem era de 21,7%, registando uma diminuição de 15,1 p.p.

Situação Futuro Perspetiva

De acordo com os inquiridos, para os próximos 12 meses, tanto a situação financeira das famílias como a situação económica do País deverão evoluir-se negativamente, face ao trimestre homólogo. Para as famílias inquiridas, os preços de bens e serviços, deverão aumentar e o desemprego diminuir ligeiramente face ao trimestre homólogo.

Intenção de Comprar Carro nos Próximos 12 meses

Os dados do recente estudo indicam que cerca de 81 em cada 100 entrevistados afirmaram ter a certeza absoluta que não tencionam comprar um carro nos próximos dois anos.

Intenção de Comprar ou Construir uma casa nos Próximos dois anos

De ressaltar que no 2º trimestre de 2020, cerca de 14% dos inquiridos asseguraram que, provavelmente, irão comprar ou construir uma casa nos próximos dois anos (22% no 2º trimestre de 2019), correspondendo a um decréscimo de 8,0 p.p.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project