SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Mais um crime de homicídio na Praia: Indivíduo de 22 anos morto por agente da PN durante tentativa de roubo à mão armada 09 Julho 2018

A Capital cabo-verdiana regista mais um crime de homicídio agora cometido por um policial alegadamente em legítima defesa. Um homem, de 22 anos, foi baleado, na madrugada deste domingo, por um agente da Polícia Nacional (PN) na zona da Várzea de Companhia, Cidade da Praia, durante uma tentativa de roubo à mão armada. O suposto assaltante acabou depois por falecer no Hospital Central Agostinho Neto, onde terá sido submetido a uma intervenção cirúrgica.

Mais um crime de homicídio na Praia: Indivíduo de 22 anos morto por agente da PN durante tentativa de roubo à mão armada

Segundo uma nota do Comando da Polícia Nacional de Santiago Sul, o jovem foi baleado por volta das 00:30, na Várzea, junto à paragem de autocarros, próxima da padaria Pão Quente.

Conforme a PN citada pela Inforpress, o indivíduo e mais três amigos teriam perpetrado uma tentativa de roubo à mão armada contra um agente da polícia à paisana que estava a caminho da sua residência, na companhia da sua namorada e do cunhado.

“Depois de ferido e ter sido submetido a uma intervenção cirúrgica, o jovem veio a falecer por volta das duas horas da madrugada”, lê-se no documento.

A mesma fonte afirma que uma equipa de piquete foi accionada e recolheu a arma do assaltante ferido, uma pistola de calibre 6,35 milímetros, e a arma do agente que fez o disparo, mas, segundo realçou, “em legítima defesa”.

O caso, refere ainda o Comando da Polícia Nacional de Santiago Sul, foi entregue à Brigada de investigação Criminal, que se encontra no terreno para identificar os demais assaltantes.

“Após a realização de todas as diligências necessárias, a Brigada de Investigação fará a entrega do processo à autoridade competente”, informa a PN.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project