LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Inflação deixa de subir em Moçambique pela primeira vez desde março 12 Outubro 2022

A inflação homóloga deixou de subir em Moçambique pela primeira vez desde março, anunciou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE), ao revelar o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de setembro.

Inflação deixa de subir em Moçambique pela primeira vez desde março

A inflação homóloga foi de 12,01%, um ligeiro abrandamento de 0,09 pontos percentuais face a 12,1% de agosto, tão ligeiro que mais equivale a dizer que os preços estagnaram.

A última vez que tal aconteceu foi em março, ao recuar 0,17 pontos percentuais, mas em abril a tendência de subida acelerou.

Em termos mensais os preços cresceram 0,64% contribuindo para uma inflação acumulada este ano de 8,32%, até ao final do terceiro trimestre.

Numa das mais recentes previsões, o Standard Bank antecipou que o pico de subida de preços pode ter sido registado em agosto, abrandando até final do ano, levando Moçambique a fechar 2022 com uma inflação de 11,7%.

Por seu lado, a consultora Oxford Economics Africa prevê que a inflação fique acima de 12%.

As divisão de alimentação e bebidas não alcoólicas foi a que mais contribuíu para o aumento de preços em Moçambique durante o mês de setembro.

Os valores do IPC são calculados pelo INE a partir das variações de preço de um cabaz de bens e serviços, com dados recolhidos nas cidades de Maputo, Beira e Nampula.

A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project