ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Inflação em Cabo Verde acima dos 12% sem medidas para fazer face à guerra – Governo 11 Janeiro 2023

O vice-primeiro-ministro de Cabo Verde, Olavo Correia, disse hoje no parlamento que a inflação no país poderia atingir os 12% se nenhuma medida fosse tomada para fazer face aos efeitos da guerra na Ucrânia.

Inflação em Cabo Verde acima dos 12% sem medidas para fazer face à guerra – Governo

“A nível da inflação, nós fizemos um cenário, e se as medidas não tivessem sido tomadas, teríamos uma inflação, seguramente, acima dos 12% em 2022”, previu o também ministro das Finanças, ao responder a perguntas dos deputados, na primeira sessão do ano no parlamento cabo-verdiano, dizendo que o valor poderia aumentar em função da evolução do quadro externo.

Segundo Olavo Correia, a registar esse valor significaria uma redução do rendimento das famílias e das empresas, uma deterioração das condições de competitividade e poderia provocar um caos social.

Em 20 de junho, o primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, declarou a situação de emergência social e económica no país devido aos impactos da guerra na Ucrânia, anunciando medidas de mitigação, com um custo total de mais de 80 milhões de euros.

Em setembro, o executivo já tinha mobilizado junto de parceiros internacionais mais de metade desse valor para implementar as medidas, adotadas nos setores da economia, energia e agroalimentar.

Cabo Verde recupera de uma profunda crise económica e financeira, decorrente da forte quebra na procura turística - setor que garante 25% do Produto Interno Bruto (PIB) do arquipélago - desde março de 2020, devido à pandemia de covid-19.

Em 2020, registou uma recessão económica histórica, equivalente a 14,8% do PIB, seguindo-se um crescimento de 7% em 2021 impulsionado pela retoma da procura turística.

Para 2022, devido às consequências económicas da guerra na Ucrânia, nomeadamente a escalada de preços, o Governo, suportado pelo Movimento para a Democracia (MpD), baixou em junho a previsão de crescimento de 6% para 4%, que, entretanto, voltou a rever, para mais de 8% e já na semana passada para 10 a 15% e prevê uma inflação recorde de 8% para este ano.

O Orçamento do Estado para 2023 de Cabo Verde, aprovado no parlamento em novembro e promulgado pelo Presidente da República, José Maria Neves, está avaliado em 77,9 mil milhões de escudos (712 milhões de euros), e prevê um crescimento económico de 4,8% do PIB e uma inflação inferior a 4%. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project