INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Invasão russa: "Querida China, de que lado estás?" 08 Mar�o 2022

É a China mais que os EUA que pode parar a guerra, defende Thomas L. Friedman em artigo no NY Times este domingo. Ao 11º dia da invasão russa à Ucrânia, a China sob a mão férrea de Xi colabora com o Kremlin mas afirma posição neutra de país que não interfere nos assuntos internos de outros países, mesmo do "melhor amigo" que é Putin.

Invasão russa:

Friedman refere que a China e a Rússia partilham a mesma hostilidade para com "o Ocidente", o que explica a posição de Xi Jinping não criticar abertamente o invasor da Ucrânia e ter integrado o grupo dos que se abstiveram de aprovar a resolução condenatória da invasão russa à Ucrânia.

Fontes: AFP/AP/Le Monde/Estadão.br/Reuters. Relacionado: Taiwan "repudia" violação "repugnante" do ideal olímpico por Putin e Xi "unidos no expansionismo e atentados contra a paz", 07.fev.022). Fotos: Xi e Putin na abertura da Olimpíada Beijing’22. Conselho de Segurança da ONU reunido na sexta-feira, 25, para votar resolução condenatória da invasão russa à Ucrânia — que não passou.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project