NÔS TRADISON

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Investigadora: Morna é das expressões culturais cabo-verdianas mais complexa devido à sua diversidade 02 Outubro 2018

A docente e investigadora Isabel Lobo disse hoje, na Cidade da Praia, que a morna é das expressões culturais cabo-verdiana mais complexa devido à sua diversidade.

Investigadora: Morna é das expressões culturais cabo-verdianas mais complexa devido à sua diversidade

A investigadora fez essa constatação na apresentação do painel “A morna – dimensões sociais”, durante a primeira conferência sobe o tema “A música cabo-verdiana”, organizada pela Sociedade Cabo-verdiana de Música (SCM), enquadrada nas actividades comemorativas do Dia Internacional da Música, que se assinala mundialmente hoje, 01 de Outubro.

“Ao longo do tempo se foi construindo com uma diversidade tão grande que autores mais recentes ou do passado defendem que é uma das culturas mais ricas que se encontram no espaço cultural cabo-verdiano”, notou a docente.

Acrescentou ainda que essa diversidade resulta do processo colonizador e imperialista, iniciado a partir do século XVI, por isso, segundo Isabel Lobo, se explica a dimensão social da morna nas suas várias dimensões.

Essa interpretação, conforme enfatizou a investigadora musical e literária, levantam questões que só se fundamentam pela própria história e pelo processo social em Cabo Verde.

De entre essas questões, apontou a expressão sentimental e lírica da morna, os discursos produzidos ao longo dos tempos, a sua tradição colectiva e individual e o seu carácter comunicacional.

“A morna é um conjunto de processo de significação, de re-significações de leituras e escritas, não podia ser de outra maneira sendo um fenómeno social “, definiu a investigadora.

Natural de Angola, Isabel Lobo licenciou-se em Filologia Românica, é mestre em Literatura Brasileira e Africana e doutorada em Ciências Sociais.

Residente em Cabo Verde desde 1986, tem feito investigação sobre a literatura e os processos literários e publicados vários artigos e outros trabalhos, muitos juntamente com autoras cabo-verdianas.

“Contribuição da diáspora para a afirmação da música cabo-verdiana” e “Defesa dos direitos do autor e conexos no país” foi o tema apresentado pelo sociólogo e investigador na área da música, César Monteiro.

Os debates foram moderados pelo compositor Daniel Spencer, membro da direcção da Sociedade Cabo-verdiana de Música. A Semana/Infoprpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project