INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Israel: Gantz falha em formar governo, 3ªs eleições em menos de 1 ano — PGR indicia Netanyahu por corrupção 22 Novembro 2019

No mesmo dia, quinta-feira, 21, em que o PGR decidiu indiciar Netanyahu por corrupção, fraude e peculato, Benny Gantz, do Partido Azul e Branco, jogou a toalha: anunciou ao presidente da República de Israel que não conseguiu levar avante a missão de formar governo de que foi incumbido há um mês. Ao chefe de Estado, Rivlin cabe agora convocar novas eleições legislativas, as terceiras em 2009.

Israel: Gantz falha em formar governo, 3ªs eleições em menos de 1 ano — PGR indicia Netanyahu por corrupção

Quinta-feira, 21, o procurador-geral Avichai Mendelblit (foto inserta) anuncia que decidiu indiciar o primeiro-ministro cessante, Benjamin Netanyahu, pelos crimes de corrupção, fraude e peculato— o que faz dele o primeiro chefe de governo no Estado de Israel a responder por tais crimes cometidos no exercício do cargo.

No mesmo dia, Gantz anunciou que desiste de formar governo, como tinha sido incumbido pelo presidente da República, na última semana de outubro, após Netanyahu comunicar a sua segunda desistência afirmando ter-se "esforçado o máximo" para formar um "governo de unidade" com o seu principal adversário, o antigo CEMFA Benny Gantz.
.
O Estado de Israel caminha, pois, para a sua terceira eleição em menos de um ano. Os líderes dos dois partidos mais votados voltaram a falhar as negociações para formar governo, pela terceira vez este ano. Aconteceu já duas vezes com o primeiro-ministro cessante, Benjamin Netanyahu, há dez anos no cargo, e que continua a liderar o Likud.

O cenário de mudança de liderança torna-se, todavia, mais real com a decisão do PGR, que ao longo dos anos tem procurado fazer o clã Netanyahu responder por atos lesivos ao património moral e financeiro do Estado de Israel.

O procurador-geral, ao pronunciar-se sobre a continuação do destino judicial dos processos movidos contra o primeiro-ministro, deixa a porta aberta para o próximo líder: Gideon Saar, que já indicou a sua disponibilidade para disputar a liderança caso o partido o entenda.

Palavras de Gantz há um mês

O Partido Azul e Branco, liderado por Benny Gantz emitiu um curto comunicado em que afirmava “Agora é a hora. Vamos à ação”. Gantz garantia que era sua” intenção unir o país e dar credibilidade as instituições nacionais”.

“O país escolheu-nos para governar, quando nos deu a maioria há um mês”, afirmou o general Gantz, sobre as eleições do dia 17 de setembro que deram a maioria de deputados ao Partido Azul e Branco, com 33 assentos, mais um que o Likud, de Netanyahu.

Mas no Knesset (parlamento) onde era necessário o mínimo de 61 votos para formar governo, os partidos mais conservadores – direita liberal, ultraortodoxos e outras correntes religiosas dentro do judaismo — deram a Netanyahu 55 votos. Mais um que Benny Gantz, que obteve o apoio de partidos da esquerda incluindo o histórico Partido Trabalhista (Labor), de Avi Gabbay, e a coligação de partidos árabes.

O presidente Rivlin, fez então, “em nome do povo de Israel que não quer mais eleições este ano”, um apelo aos partidos para unirem-se num governo de coligação. A exortação destinava-se a Lieberman, do partido de centro-direita Yisrael Beyteinu (Israel Nossa Casa) que obteve oito lugares e podia ser o fiel da balança. Lieberman, contudo, disse ser impossível coabitar seja com Netanyahu, seja com Gantz, por divergências ideológicas profundas relativas ao secularismo de que Yisrael Beyteinu não abdica.

Ao presidente cabe agora convocar novas "eleições este ano, pela terceira vez e que "o povo de Israel não quer".
— -
Fontes: Washington Post/Jerusalem Post/Times of Israel/ Haaretz. Fotos: As tentativas do presidente Rivlin para levar os dois adversários a entenderem-se não resultou. O procurador-geral Mendelblit, que tem sido a sombra ameaçadora sobre Netanyahu, a esposa e um dos filhos, nos últimos dois anos, concretizou esta quinta-feira, 21, que vai manter a acusação de corrupção e outros crimes afins contra Netanyahu.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project