INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Israel. Netanyahu convida extrema direita a negociar para formar governo 06 Novembro 2022

O ex-primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu, cujo partido Likud venceu as eleições legislativas realizadas em Israel no dia 1, convidou os seus parceiros da extrema direita e ultraortodoxos a iniciarem negociações para formar governo.

Israel. Netanyahu convida extrema direita a negociar para formar governo

Conforme a Lusa, o Likud conquistou 32 mandatos, que somados aos 14 do Sionismo Religioso de extrema-direita e aos 18 dos dois partidos ultraortodoxos - Shas (11) e Judaísmo Unido da Torá (7) - representam uma maioria de 64 deputados (mais três do que a maioria absoluta no Knesset, composto por 120 deputados) que, a concretizar-se dará origem ao governo mais à direita da história de Israel.

Segundo a imprensa israelita, Netanyahu convidou os líderes dessas formações políticas para reuniões individuais no domingo, embora se preveja uma árdua tarefa em distribuir pastas ministeriais.

Entre os ’ministeriáveis’ estão os dois líderes do Sionismo Religioso, coligação formada pelos partidos União Nacional e Poder Judaico, uma força abertamente racista e antiárabe.

Acrescenta a Lusa que o líder do Sionismo Religioso e da União Nacional, Bezalel Smotrich, quer o Ministério da Defesa, enquanto o mais alto líder do Poder Judaico, Itamar Ben Gvir, pediu o Ministério da Segurança Pública, que daria o controlo da polícia a alguém condenado no passado por racismo ou envolvido em incidentes nos quais foi acusado de incitar a violência contra árabes, a quem defende a expulsão se forem "desleais" e a aplicação de mão mais pesada contra palestinos em território ocupado.

No entanto, as reuniões que Netanyahu pretende realizar no domingo são apenas iniciais, pois ainda faltam alguns dias para o início do processo de constituição de um novo executivo.

Como parte dos procedimentos protocolares, falta ainda a apresentação dos resultados eleitorais ao presidente israelita, Isaac Herzog, que receberá nos próximos dias os líderes de todos os partidos com representação parlamentar para que possam recomendar um candidato para o cargo de primeiro-ministro.

Espera-se que Netanyahu receba o apoio dos quatro partidos e que consiga formar um executivo sem grandes entraves.

Assim, o primeiro-ministro mais antigo da história de Israel, com 15 anos acumulados no poder, recuperará a posição que perdeu em junho de 2021 para as mãos do chamado "Governo da mudança", composto por um amplo amálgama de forças que se uniram para removê-lo do poder.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project