REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Israel anota ’boicote’ da Rainha que visitou mais de 120 países 10 Setembro 2022

O Estado de Israel em surdina registou que a Rainha Isabel II atravessou o globo nos seus setenta anos de reinado e visitou mais de cento e vinte países, salvo Israel. E na manhã seguinte ao falecimento de ’The Queen’ "tão amada por meio mundo", surge preto no branco o que disse — sobre a ’deprimente’ ocupação israelita e a assustadora omnipresença dos aviões da Força Aérea — na visita à Jordânia em 1984.

Israel anota ’boicote’ da Rainha que visitou mais de 120 países

Esse ’boicote’ — tanto mais notório porque a Rainha visitou vários países do Médio Oriente e do mundo árabe — foi assim explicado: era o Ministério dos Negócios Estrangeiros que o aconselhara à Rainha, para evitar antagonizar os ’Árabes do petróleo’. Contudo, seguiram-se outros 48 anos sem visitas, num tempo em que deixou de haver receios de embargos do petróleo árabe ao Reino Unido.

O jornalista David Landau do Haaretz escreveu sobre esse boicote (não-oficial) a Israel e voltou a questionar essa exceção dois anos depois, quando a primeira-ministra Margaret Thatcher se tornou, em 1986, a primeira líder britânica a pisar o Estado de Israel. Landau fez a pergunta: "Quando é que a Rainha vai visitar-nos?" ao que a ’Dama de Ferro’ replicou "Mas eu estou aqui!".

Nesse mesmo ano a Rainha tornou-se o primeiro chefe de Estado britânico (e europeu) a visitar a China (foto sobre o mapa).

Anos depois, em 2014, Landau agora editor do Haaretz, já não ousou perguntar diretamente à Rainha o porquê de nunca ter visistado Israel. E não lhe faltou ocasião pois estava no palácio de Buckingham onde a Rainha lhe atribuiu o grau OBE (Ordem do Império Britânico) justificado com "eminentes contributos em prol das relações israelo-britânicas".

Fontes: NY Times/Haaretz/Jerusalem Post/Times of Israel. Fotos: 70 anos de reinado em viagens de Estado. Política: Em 1961 esteve no Gana e no Senegal, segundo a História para contrapor à onda de comunismo que "ameaçava" a África a independentizar-se.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project