INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Israel atiça Palestina: Ministro mais ultradireita de Netanhyahu visita Al Aqsa 03 Janeiro 2023

Itamar Ben-Gvir, ministro da Segurança Nacional e um dos principais rostos da extrema-direita do Estado de Israel, visitou esta terça-feira a Esplanada das Mesquitas, local sagrado no centro das tensões em Jerusalém. Para o Hamas, que controla a Faixa de Gaza, esta visita é "o prelúdio para a escalada na região".

Israel atiça Palestina:  Ministro mais ultradireita de Netanhyahu visita Al Aqsa

"O nosso Governo não vai ceder às ameaças do Hamas", afirmou Itamar Ben-Gvir após o movimento palestiniano protestar contra a visita ao terceiro local mais sagrado do Islão — depois de Meca e Medina, na Península Arábica. Mas para o povo hebraico este é o local mais sagrado do judaísmo.

Este espaço com várias designações consoante as três religiões monoteístas — Al-Aqsa/Qods ou Esplanada das Mesquitas, também conhecido como Monte do Templo — fica situado na Cidade Velha de Jerusalém, no setor palestiniano ocupado e anexado por Israel.

Em virtude do statu quo histórico de Jerusalém — que no passado durante séculos integrou até 1917 o Império Otomano e depois República da Turquia — , os não-muçulmanos podem visitar Al-Aqsa em momentos específicos, mas não podem rezar ali.

No entanto, nos últimos anos, um número crescente de judeus, sobretudo nacionalistas, tem rezado ali, o que tem sido denunciado pelos palestinianos como uma "provocação".

A visita de hoje é um sinal do que vai ser o governo de coligação entre Netanyahu e a ala mais extremista da sociedade israelita — personificada no ministro da Segurança Nacional. Itamar Ben-Gvir, que de líder e único deputado do partido de extrema-direita Otzma Yehudit (Poder Judaico) passou a liderar a coligação que é a terceira força no Knesset.

6º mandato de Netanyahu

As legislativas de novembro — a quinta vez em pouco mais de três anos que os 6,8 milhões de eleitores do Estado de Israel votaram nas Legislativas — fizeram a balança pender para o mais longevo primeiro-ministro israelita, que desta vez não teve pejo em se coligar com a ala mais à direita e o ultraortodoxismo religioso.

Netanyahu regressou ao poder, depois de menos de dois anos no assento do Knesset como opositor do governo rotativo e frágil de Bennett, por 18 meses, e Lapid, desde julho.

A instabilidade é uma constante na primatura israelita e nestas eleições o eleitorado cansado dos impasses no Knesset — onde nas últimas eleições entraram um recorde de 13 partidos — fez a sua escolha ... extrema.

Onde fica a coexistência pacífica?

O presidente Erdogan tem entrado em frequentes confrontos com o Estado de Israel relativamente ao que ele, islamita, considera uma ocupação indevida.

O papa Francisco na sua histórica visita a Marrocos apelou à preservação da Jerusalém das três religiões monoteístas (Israel suscita apelo surpresa do Papa e Rei de Marrocos para ’preservar Jerusalém multi-religioso’, 31.mar.019).
"Pensamos ser importante preservar a Cidade Santa de Jerusalém / Al-Qods Acharif como património comum da humanidade e, acima de tudo para os crentes das três religiões monoteistas, como lugar de reencontro e símbolo da coexistência pacífica, onde se cultivam o respeito mútuo e o diálogo. Nesse sentido, devem ser conservados e promovidos o caráter específico multi-religioso, a dimensão espiritual e a identidade cultural particular de Jerusalém/Al-Qods Acharif.

"É pois nossa expectativa que na Cidade Santa se deem todas as garantias sobre a plena liberdade de acesso aos crentes das três religiões monoteistas e o direito a cada uma delas de ali exercer o seu próprio culto, por forma a que em Jerusalém / Al-Qods Acharif os crentes elevem as suas orações a Deus, Criador de todos, para um futuro de paz e de fraternidade na Terra", apelou o Papa.

Fontes: Haaretz/Timew of Israel/BBC/Le Figaro/Osservatore Romano.Foto (TOI) O segundo a contar da esqª e de kipá branco, Itamar Ben Gvir, um dos principais rostos da extrema-direita do Estado de Israel, fez a sua primeira viagem de ministro da Segurança Nacional esta terça-feira à Esplanada das Mesquitas, centro das três religiões monoteístas.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project