INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Israel é nº1 no combate ao tráfico humano, diz TIP de 2019 — Cabo Verde na metade 02 Julho 2019

O Relatório sobre Tráfico Humano divulgado no final deste junho pelo secretário de Estado Mike Pompeo coloca, pela primeira vez, o Estado de Israel à cabeça dos países que mais combatem esse flagelo da humanidade. O tráfico de pessoas não só não é exclusivamente transnacional, como é maioritariamente interno: em 77 por cento dos casos acontecem no próprio país. Já Cabo Verde encontra-se no grupo de nível 2, do qual tinha saído em 2016 e 2017. "O governo de Cabo Verde não preenche totalmente os padrões mínimos para a eliminação do tráfico humano, mas está a fazer os esforços para isso", lê-se no relatório, justificando assim o regresso do nosso país ao grupo de nível 2.

Israel é nº1 no combate ao tráfico humano, diz TIP de 2019 — Cabo Verde na metade

"As forças da ordem no país têm dado combate sem trégua a indústria local de tráfico humano", disse o porta-voz do Ministério da Justiça de Israel, ao `divulgar os resultados.

Israel lidera este ano pela primeira vez o grupo de nível 1 que abrange trinta e três países. O Estado de Israel esteve colocado nas edições anteriores do TIP entre o pior grupo o de nível 3.

A boa prestação de Israel inclui a deteção e eliminação de redes de tráfico de mão de obra forçada para o país. Milhares de pessoas provenientes da Geórgia, ex-URSS, foram ao longo do último ano traficadas para Israel, segundo dão conta os diários digitais israelitas Haaretz e Times of Israel.

É com base nos relatórios dos Ministérios da Justiça que o Departamento de Estado dos EUA estabelecem o ranking que já vai na sua 19ª edição.

Cabo Verde no grupo 2

Quanto mais defensores de vítimas de tráfico humano e que apostem na prevenção para combater esse fenómeno, melhor fica colocado o país.

Cabo Verde encontra-se no grupo de nível 2, do qual tinha saído em 2016 e 2017. "O governo de Cabo Verde não preenche totalmente os padrões mínimos para a eliminação do tráfico humano, mas está a fazer os esforços para isso", lê-se no relatório, justificando assim o regresso ao grupo de nível 2.
— -
Fontes referidas. Ilustração: O mapa do tráfico de pessoas relativo a 2010 mostra Cabo Verde ainda não incluído no TIP. Israel também só entrou em 2012 e manteve-se até ao ano passado no grupo de nível 3, os piores colocados. A azul destacam-se a Itália, os EUA entre os países de destino de grande nº de vítimas. A vermelho, os países de origem de grande nº de vítimas.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project