REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Israel está na 4ª dose — Vacina da mãe do PM Neftali Bennett 05 Janeiro 2022

Esta quarta-feira, Israel já vai no quarto dia da aplicação da quarta dose da vacina da Pfizer. Prioritários são os internados em lares, idosos acima de 60 anos e profissionais de saúde.

Israel está na 4ª dose — Vacina da mãe do PM Neftali Bennett

O primeiro-ministro de 49 anos acompanhou a mãe Myrna Bennett (foto) ao vacinódromo, nesta ocasião em que Israel voltou a ser pioneiro na administração da terceira e quarta doses da Pfizer. Isto apesar da ressalvas sucessivas da OMS ("É cedo para saber" se 3ª dose de vacina Pfizer/BioNTech é eficaz contra Ômicron, 09.dez.021).

A capacidade dos centros de vacinação está porém a ser pressionada, com longas filas a surgir nas principais cidades. Também os centros de testagem não estão a conseguir responder à demanda.

O Ministério da Saúde está a incentivar o uso de testes antígenos a aplicar em casa, para aliviar a pressão sobre os serviços, nuum momento em que desde domingo o número de infeções — a maior parte com a variante Ômicron — está a ultrapassar os seis mil casos diários.

Da diáspora ashkenazi

Myrna Bennett (foto) e o marido nasceram nos EUA em 1940 e 1936, e odescendem de judeus ashkenazis, da Polónia e da Rússia.

O sexto avô paterno do primeiro-ministro, Julius Salomonson, natural de Łobżenica, Polónia, chegou em 1851 a San Francisco, para a Corrida ao Ouro da Califórnia. Os seus avós maternos emigraram da Polónia — onde muitos dos seus parentes pereceriam no Holocausto — e Rússia para a América no início do século XX e terminaram os seus dias junto da filha em Israel.

Myrna e o marido mudaram-se para Israel em 1967. Em Haifa, nasceram-lhes três rapazes, em 1972 o mais novo, que se tornouem 2021 o décimo-terceiro primeiro-ministro de Israel.

Nenhum dos treze chefes de Estado e governo dos 73 anos da história do Estado de Israel regista ser descendente sefardim — judeus originários de Portugal e Espanha, expulsos no reinado de D. Manuel I, nos fins do século XV, para satisfazer a condição imposta pelos sogros Fernando de Aragão e Isabel de Castela, os reis católicos.

Fontes: Times of Israel/Jerusalem Post/

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project