POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

JPAI denuncia “ilegalidades” na eleição dos quatro delegados ao XVI Congresso do PAICV 31 Janeiro 2020

A Juventude do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (JPAI) – Praia denunciou hoje, na Cidade da Praia, as “ilegalidades” na eleição dos quatro delegados e outras anomalias à organização e preparação ao XVI Congresso deste partido.

JPAI denuncia “ilegalidades” na eleição dos quatro delegados ao XVI Congresso do PAICV

Em conferência à imprensa, Hélio Semedo, porta-voz e membro da Comissão de Jurisdição, disse que “ninguém sabe quais foram os critérios utilizados para selecção e definição de quem ou porquê deveria fazer parte”, considerando mesmo um “desrespeito” para com os colegas.

Segundo Hélio Semedo não se sabe a razão dos “desmandos” na eleição dos delegados e o não cumprimento dos Estatutos por parte de alguns membros da concelhia da Praia, junto do actual presidente, Ademar Varela.

Explicou que os delegados foram eleitos pelo presidente concelhia, e que não houve o consentimento dos outros.

Questionou o porquê de não se reunir a Comissão da Jurisdição e Fiscalização da Praia e nem da concelhia da Praia, enfatizando mesmo que não houve comunicação, nem reunião para o comunicado do sucedido.

Denuncia que os quatro delegados foram nomeados de forma directa ao Congresso do PAICV, pelo presidente Ademar Varela.

Esta denuncia foi corroborada por Christopher Monteiro, candidato concorrente do presidente eleito da JPAI – Praia e actual membro da concelhia, para quem houve uma certa exclusão dos membros, ressalvando que quer uma organização juvenil “mais congregadora e unida”.

O congresso do PAICV realiza-se-nos dias 31 de Janeiro, 1 e 2 de Fevereiro, na Cidade da Praia. C/Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project