ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

JPAI pede reflexão sobre os problemas que afectam as crianças 01 Junho 2020

No momento em que se celebra o Dia internacional das Crianças, a Juventude do PAICV endereçou, hoje, uma mensagem de felicitação às crianças, pedindo ao mesmo tempo às autoridades para uma reflexão sobre os vários constrangimentos ainda existentes que afetam essa camada da população cabo-verdiana.

JPAI pede reflexão sobre os problemas que afectam as crianças

Segundo um comunicado assinado pela líder da organização, há necessidade de se empreender esforços para o aumento dos níveis de apoio às áreas sociais que irão permitir uma melhoria significativa, visando ‘’a promoção, a proteção e a restituição dos direitos inerentes à criança, garantindo-lhe o desenvolvimento integral e a construção da sua plena autonomia pessoal e cidadã’’, tal como sugere o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A propósito da efeméride, Fidel Cardoso de Pina, afirma ‘’acreditar que a criança cabo-verdiana deve ser acarinhada e orientada para o amor à pátria e o cumprimento dos seus deveres, tendo sempre em conta os seus direitos. Por isso é importante também que a sociedade possa proporcionar instrumentos adequados para a vida e a educação sã da criança. Contudo, é fundamental que a nossa juventude perceba a importância de assumir a sua responsabilidade parental. O meu apelo perante este desafio em Cabo Verde, sobretudo aos jovens progenitores, é que não deixem de cumprir o seu papel de pai ou mãe, porque caso contrário estarão a comprometer o futuro das nossas crianças. Por fim não poderia deixar de frisar sobre o combate acérrimo que o país deve fazer ao abuso sexual, tráfico e todas as formas de violência contra menores’’.

Dados preocupantes sobre crianças

Para a mesma fonte, se por um lado devemos reconhecer os ganhos logrados no sector da criança desde os primórdios da nossa independência, os dados Instituto Nacional de Estatísticas mostram, por outro lado, que estes ganhos são acompanhados de desafios que urge a todos enfrentar. «De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatísticas as crianças cabo-verdianas representam 32% da nossa população, cerca de 172.676 menores de 17 anos. Cerca de 6% estavam fora do sistema escolar e 66% das crianças não beneficiavam de nenhum sistema de segurança social. O país regista cerca de 43% das crianças a viver em agregados pobres e 14% em pobreza extrema. Por outro lado, cerca de 37% com o pai e a mãe, 40% das crianças viviam só com a mãe, 6% só com o pai e 17% sem o pai e sem a mãe. Acreditamos que estes dados devem provocar alguma reflexão não só das autoridades entendidas e responsáveis na matéria, mas também de toda a nossa sociedade em si.»

O líder da JPAI entende que estes dados estatísticos confirmam que há ainda um longo caminho a percorrer.« Pedimos sobretudo aos jovens progenitores que não deixem de cumprir o seu papel de pai ou mãe, porque caso contrário estarão a comprometer o futuro das nossas crianças. Por fim, não poderia deixar de frisar sobre o combate acérrimo que o país deve fazer ao abuso sexual, tráfico e todas as formas de violência contra menores’’, conclui Fidel Carlos Cardoso de Pina.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project