REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

França: Macron anuncia ‘Memorial das Vítimas do Terrorismo’ 20 Setembro 2018

O presidente Emmanuel Macron, no seu discurso por ocasão do ‘19 de setembro’, fez o anúncio do Museu Memorial a erguer em Paris, em homenagem às Vítimas do Terrorismo e Acidentes Coletivos.

França: Macron anuncia ‘Memorial das Vítimas do Terrorismo’

“As vítimas do terrorismo não são vítimas como as outras, elas estão no cerne da nossa fraternidade nacional e da nossa memória”, disse no seu discurso o presidente francês, diante de uma audiência formada por familiares de vítimas de atentados que desde janeiro de 2015 fizeram 246 mortes.

As palavras do chefe de Estado dão réplica às muitas vozes críticas da iniciativa, impulsionada pela ‘Associação Francesa das Vítimas do Terrorismo’ e pela Federação Nacional das Vítimas de Atentados e Acidentes Coletivos’.

A instituição dum dia nacional para comemoração também não reúne consenso: enquanto a associação e a federação organizadoras da cerimónia deste 19 de setembro pretendem ver oficializado este dia, é o dia 11 de março que acolhe mais consenso. Um dos argumentos fortes é que esta última data já foi oficializada na União Europeia em memória das vítimas do terrorismo.

Melhorar atendimento de vítimas de traumatismos

Na mesma ocasião, o presidente francês oficializou a criação do “Centro Nacional de Recursos e Resiliência-CNRR” para melhorar o atendimento às vítimas de diversos traumatismos.

“A República faz muito mas pode fazer mais, ela pode fazer melhor”, afirmou o chefe de Estado.

7 Homenagens em 13 meses

Em pouco mais de um ano de mandato, o presidente Macron conta sete grandes comemorações, de âmbito nacional, que homenageam as vítimas de atentados desde janeiro de 2015.

A primeira comemoração da sua presidência foi organizada em 14 de julho de 2017, a assinalar a memória das vítimas de Nice. A mais recente foi a homenagem nacional em honra do coronel Arnaud Beltrame, que deu a vida para salvar um refém em março deste ano.

Entre as duas, Macron esteve em mais cinco atos memoralísticos: em janeiro a homenagem às vítimas do Atentado contra o ‘Charlie Hebdo’, dia 7, e do ‘Hyper Cacher - Vincennes’, dia 9, por ocasião do terceiro aniversário; em 13 de novembro, a homenagem às 130 vítimas mortais dos atentados no centro e periferia de Paris (Bataclan, Stade de France, etc.)também por ocasião do terceiro aniversário. Fontes: L’express/ Le Monde /Paris Match

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project