Legislativas 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

João Batista Pereira: PAICV promete investir "fortemente" nos setores da água, de saneamento, agricultura, pesca e turismo para driblar a pobreza em Santiago Norte caso vença as eleições 31 Mar�o 2021

Em entrevista ao Asemanaonline, o cabeça-de-lista do PAICV para Santiago Norte, João Batista Pereira, garantiu que o seu partido quer voltar a governar Cabo Verde, depois de cinco anos na oposição perante o atual governo fraco e de falsas promessas. Garante que o PAICV promete investir "fortemente" nos setores da água, de saneamento, agricultura, pesca e turismo em Santiago Norte. "Estará em causa a eleição dos representantes do povo e a escolha de um Partido, que tem como candidata a Primeira-minisitra a sua líder Janira Hopffer Almada, para assumir a governação de Cabo Verde por um período de cinco anos e combater a pobreza em todas as regiões do arquipélago".

Entrevista conduzida por: Celso Lobo/Redação

João Batista Pereira: PAICV promete investir

Asemanaonline- Como está constituída a lista que lidera, em termos de géneros e competência técnica?

João Batista Pereira- A nossa lista é composta por doze mulheres, o que representa 43% dos candidatos e dessásseis homens. São indivíduos com formação em áreas diversas, designadamente economia, agronomia, geografia, engenharia, direito, educação, e com conhecimento profundo dos principais problemas e desafios da região de Santiago Norte.

Num círculo eleitoral fortemente bipolarizado, vai mobilizar votos de descontentes do MpD com o atual governo de Ulisses Correia e Silva e os que ainda não estão a acreditar no PAICV?

- Com certeza. As eleições legislativas são sempre momentos de grande importância para todos os cabo-verdianos. Estará em causa a eleição dos representantes do Povo e a escolha de um Partido para assumir a governação do País por um período de cinco anos. Em Santiago Norte, a nossa missão é, fundamentalmente, mobilizar as pessoas para a ingente tarefa de inversão, urgente, dos indicadores económicos e sociais, que nos relegam para a condição de região mais pobre de Cabo Verde.

Quais são as principais motivações da sua candidatura, tendo em conta que já foi ministro da anterior governação - aponte as ideias forças da sua Plataforma Eleitoral?

- Pretendemos que os eleitores de Santiago Norte abracem os desafios que temos pela frente e nos confiram a maioria dos mandatos em disputa no nosso círculo eleitoral, de modo a termos a força necessária para alterar as políticas públicas que têm travado o desenvolvimento económico, social e cultural da nossa região. Aliás, tendo em consideração os indicadores socioeconómicos de Santiago Norte, para recuperar o atraso acumulado ao longo dos anos, a nossa Plataforma Eleitoral centra-se, essencialmente, nos setores da saúde, água, saneamento, agricultura, pesca e turismo.

Principais desafios a serem atacados

Na sua ótica, quais são os principais desafios a serem atacados e os principais problemas verificados, que considera como obstáculos no desenvolvimento do seu Círculo?

- Temos de, sem mais delongas ou desculpas, investir na melhoria dos níveis de acesso à água e ao saneamento básico em Santiago Norte. Os investimentos na agricultura têm de ser continuados e reforçados, designadamente na construção de infraestruturas, na mobilização da água, na extensão rural, na formação, na modernização, na industrialização e comercialização da produção agrícola. O principal problema que tem obstaculizado o desenvolvimento da Região Santiago Norte deriva de uma cultura, enraizada nesta terra, da não integração dos dados estatísticos na definição de políticas públicas e prioridades de investimento do Estado. Os dados estatísticos produzidos e publicados pelo INE nada ou pouco valem para os decisores políticos cabo-verdianos. Só isso justifica o colossal atraso desta Região, que alberga no seu seio mais de cento e vinte mil habitantes. A periferia de Cabo Verde está, a final, bem perto. O vasto litoral de Santiago Norte, que vai de Praia Baixo até Ribeira da Barca, tem de merecer investimentos fortes em infraestruturas de pesca de lazer, para potenciar a diversificação da atividade económica, a redução do desemprego e o aumento do rendimento disponível às famílias.

Que ações e mecanismos a sua lista vai utilizar para convencer o eleitorado para votar na sua equipa e seu partido durante as campanhas?

- Pretendo, durante a campanha eleitoral, demonstrar ao eleitor de Santiago Norte que o caminho iniciado com os governos do PAICV, através de fortes investimentos na agricultura, na educação, na saúde e na infraestruturação foi descontinuado pelo atual Governo. Veja-se que, fruto desses investimentos, a pobreza e a pobreza extrema, ambas com forte incidência no mundo rural, reduziram de 56.8% para 35.2% e de 68.2% para 48.5%, respetivamente, entre 2001 e 2015. Por outro lado, pretendo demostrar aos eleitores do meu Círculo Eleitoral que a revogação da lei de concursos públicos e a partidarização da máquina pública pelo MpD prejudicou Santiago Norte, cujos quadros, conhecedores da realidade, ficaram impossibilitados de darem a sua contribuição e influenciarem as decisões com impacto na nossa Região.

Cumprimento rigoroso das restrições sanitárias


Se sair derrotado, qual será a sua prestação junto do Governo?

- Se sair derrotado, mas eleito, pretendo cumprir escrupulosamente o meu papel de fiscalizador das ações do Governo e da Administração Pública, debatendo e apresentando propostas que possam canalizar investimentos estratégicos para Santiago Norte, de modo a invertermos o quadro prevalecente e melhorar substancialmente a vida das suas populações.

Quais as formas que vai utilizar para as campanhas eleitorais, considerando a pandemia que assola o mundo e o país, em particular ?

- Tendo em conta o contexto pandémico que atravessamos e as recomendações das autoridades sanitárias e da Comissão Nacional de Eleições, que desaconselham a realização de atividades suscetíveis de provocarem ajuntamento de pessoas, vamos privilegiar o contato porta-a-porta, com respeito pelas de distanciamento e uso de máscara, e a redes sociais.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project