NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

José-Augusto França, 1922-2021, historiador e crítico da Arte Física e Moral 21 Setembro 2021

Aos 96 anos tinha 96 obras publicadas só pela INCM-Imprensa Nacional Casa da Moeda sobre a arte contemporânea e a arquitetura pombalina. O quase centenário José-Augusto França (16.11.1922-18.9.2021) é menos conhecido como crítico de cinema e criador que integrou o Grupo Surrealista de Lisboa em 1949 no regresso, após um ano, de Angola e que resultou num dos primeiros romances críticos do colonialismo, ’Natureza Morta’.

José-Augusto França, 1922-2021, historiador e crítico da Arte Física e Moral

Foi um dos grandes autores a interpretar a obra de Almada Negreiros, Amadeu Sousa-Cardoso ou Almada Negreiros, os grandes expoentes da arte portuguesa do século XX.

Entre 1951 e 1956 editou o conjunto de cinco publicações Unicórnio, Bicórnio, Tricórnio, Tetracórnio e Pentacórnio, que antologiava inéditos de autores contemporâneos como Almada Negreiros, António Sérgio, Jorge de Sena, Eduardo Lourenço, Vitorino Nemésio, entre outros.

Em 1959 fixou-se em Paris em cuja Universidade (Paris-Sorbonne) se licencia tardiamente em Ciências Históricas e Filosóficas (curso que nunca completou em Portugal) e obtém em 1962 o doutoramento em História (sobre a reconstrução pombalina de Lisboa). Em 1969 doutora-se em Letras (sobre o romantismo português) na mesma Sorbonne.

De regresso a Portugal, no pós-25 de Abril cria o curso de História de Arte na Universidade Nova de Lisboa. Casado em 1972 com uma historiadora de arte francesa, vive entre Portugal e França, onde faleceu neste sábado.

Entre os cerca de cem livros que publicou, José-Augusto França, historiador e crítico da Arte Física e Moral, escolheu em 2017 dezasseis para serem reeditados pela INCM. Destacam-se: Lisboa Pombalina e o Iluminismo, A Arte em Portugal no Século XIX, A Arte em Portugal no Século XX, História da Arte Ocidental, 1750-2000, Lisboa, História Física e Moral, bem como as suas monografias sobre Almada Negreiros e Amadeu de Sousa-Cardoso.

Antena1.pt/Fontes escritas. Fotos: José-Augusto França, A Arte em Portugal no Século XX.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project