LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

José Eduardo dos Santos: Maputo decreta 5 dias de luto nacional 15 Julho 2022

O governo de Filipe Nyusi decidiu decretar cinco dias de luto nacional pela morte do segundo presidente angolano, José Eduardo dos Santos, a partir da meia-noite desta quinta-feira, 14.

 José Eduardo dos Santos: Maputo decreta 5 dias de luto nacional

A decisão saiu do Conselho de Ministros que esteve reunido em sessão extraordinária na noite de ontem (quarta-feira). A informação foi anunciada na manhã seguinte, em conferência de imprensa.

"O engenheiro José Eduardo dos Santos granjeou a nível regional e e internacional, um elevado prestígio e estima sobretudo no contexto da luta pela igualdade racial, contra o Apartheid e em prol da liberdade, dignidade e progresso económico e social dos países da África Austral e do continente africano no geral e ainda o papel que desempenhou, como um dos pioneiros na fundação da atual SADeC, na promoção do diálogo, da estabilidade e da paz entre os povos da região", disse a porta-voz do CM, a vice-ministra da Indústria e Comércio, Ludovina Bernardo.

Homenagens

As homenagens a José Eduardo do Santos — que chefiou Angola entre 1979 e 2017 e morreu na sexta-feira 8, em Barcelona, Espanha — incluem: a RD Congo que no próprio dia decidiu que "a fim de honrar a sua memória, será decretado um dia de luto nacional na Republica Democrática do Congo, na data das suas exéquias"; Cuba, Rússia (...— Putin envia condolências, Cuba decreta luto nacional, 10.jul.022).

O Departamento de Estado dos Estados Unidos no dia 11 destacou que "o ex-Presidente angolano José Eduardo dos Santos desempenhou um papel determinante na história de Angola, durante a sua luta pela independência, como Ministro dos Negócios Estrangeiros, e como Presidente".

O Brasil, através do MIREX, reconheceu o papel de JES "na independência angolana e sua consolidação no processo de paz ao fim da guerra civil".

Timor-Leste afirmou que "o Ex-Presidente José Eduardo dos Santos será sempre reconhecido pelo apoio e amizade demonstrado em favor da autodeterminação do Povo Timorense e da Luta pela Independência da República Democrática de Timor-Leste, junto do Sistema das Nações Unidas e de outras Organizações Internacionais".

O presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, lamentou a "perda de um líder pan-africanista".

Cabo Verde fez "um minuto de silêncio" em memória do "amigo e companheiro de Cabo Verde" hoje na Assembleia Nacional".

Fonte: Folha de Maputo.mz/...

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project