Presidenciais 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

José Maria Neves faz travessia Santa Cruz/Maio num barco de pesca para levar “mensagem de esperança” aos maienses 12 Outubro 2021

O candidato presidencial José Maria Neves fez hoje a travessia Santa Cruz/ ilha do Maio num pequeno barco de pesca para levar a sua “mensagem de esperança” e pedir o voto da população maiense na sua candidatura.

José Maria Neves faz travessia Santa Cruz/Maio num barco de pesca para levar “mensagem de esperança” aos maienses

Segundo a Inforpress, a viagem com uma comitiva de 11 elementos, que integrava o candidato, a mandatária nacional adjunta, Maria João Novais, seguranças e pessoal da comunicação social, demorou pouco mais quatro horas, sob um sol abrasador.

O mar nem estava muito revolto, mas segundo um dos pescadores, que conduzia o barco, havia muita correnteza no sentido contrário, reduzindo a velocidade da embarcação.

Ao desembarcar no porto de Porto Inglês, em construção, José Maria Neves explicou que esta foi a solução encontrada para poder, dentro da sua programação para esta campanha eleitoral, estar também com a população do Maio e apresentar as propostas da sua candidatura.

Entretanto, adiantou que a mesma serve também para revelar aos cabo-verdianos todos os constrangimentos que ainda existem a nível do processo de desenvolvimento de Cabo Verde.

“É claro que nunca tínhamos feito uma campanha nestas circunstâncias, de ter que deslocar-se para algumas ilhas de barco. Fizemos 15 dias de campanha anteriores sempre de avião, sem os constrangimentos actuais”, lembrou.

“Portanto, esta situação actual deve chamar a atenção das autoridades locais no sentido de se procurar consensos, entendimentos para melhorarmos substancialmente o sistema dos transportes em Cabo Verde”, disse.

Conforma ainda a Inforpress, depois de ter sido recebido em festa no Porto de Porto Inglês, em construção, por um grupo de apoiantes e de ter participado num desfile de carro pelas ruas da cidade e uma volta à ilha, José Maria Neves presidiui esta noite um comício na cidade.

A mensagem que vai deixar nesta ilha onde sua família política, o PAICV, não tem tido muito sucesso, é que a candidatura presidencial é uma candidatura de cidadania, e que é preciso votar num presidente aberto a todas as sensibilidades políticas e sociais.

“Portanto, que serei um presidente que une, cuida e protege e, sobretudo, um presidente que pode ser um árbitro imparcial e que pode fiscalizar a acção governamental, pode apaziguar os conflitos e, sobretudo pode mobilizar as parcerias para apoiar o Governo, autoridades locais, a sociedade civil na retoma de economia no pós-pandemia, no combate à pobreza e as desigualdades, mas também para acelerar o ritmo de modernização do país disse, segundo a fonte referida.

Às presidenciais do dia 17 de Outubro, concorrem outros seis candidatos – Fernando Delgado, Gilson Alves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro), venceu Jorge Carlos Fonseca na primeira volta com 74% dos votos, para um segundo mandato.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project