SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

José Maria Neves tem sido um Presidente com uma “dinâmica própria” – dirigente do MpD 15 Fevereiro 2022

A secretária-geral do MpD, Filomena Delgado, disse hoje à Inforpress que o País tem um Presidente da República com uma “dinâmica própria” e que tem visitado muitas instituições e alguns concelhos do País.

José Maria Neves tem sido um Presidente com uma “dinâmica própria” – dirigente do MpD

“Como chefe supremo das Forças Armadas, já esteve nas regiões militares e ainda a realçar o fato de ter recebido os partidos políticos com assento parlamentar por ocasião da discussão do Orçamento do Estado para 2022, na Assembleia Nacional”, destacou Filomena Delgado, acrescentando que, depois da promulgação do diploma, o chefe de Estado devolveu-o ao parlamento acompanhado de uma carta a chamar atenção para algumas questões, o que, segundo ela, não tinha sido prática.

Filomena Delgado fez essas considerações ao ser instada pela Inforpress a pronunciar-se sobre os primeiros 100 dias do mandato do Presidente José Maria Neves, que tomou posse no dia 09 de Novembro de 2021.

Relativamente ao diploma sobre o fundo soberano de garantia do investimento privado, que o Presidente devolveu ao parlamento, a dirigente do Movimento para a Democracia (MpD, poder) defendeu que agora compete à Assembleia Nacional ver como proceder em relação ao referido diploma.

“Entendemos que o importante é que o Presidente da República seja, de facto, um árbitro do sistema, um moderador e aja com ponderação, não tomando partido nem por um lado ou por outro, mas com toda a imparcialidade, tendo sempre em atenção o que seja melhor para o País”, sublinhou a dirigente do MpD, para quem o partido tem em conta que toda a actuação do Presidente da República deve ser no quadro constitucional.

Para Filomena Delgado, todos os intervenientes na política cabo-verdiana devem ter a atenção que “todos estão para servir os cabo-verdianas da melhor forma”, tendo em conta a crise social decorrente da pandemia de covid-19 e os anos sucessivos de seca.

“O Governo e o Presidente da República terão de ter sempre em conta o que é melhor para o País”, asseverou Delgado, indicando que “há necessidade de consensos para algumas reformas e é neste quadro que vemos a intervenção do chefe de Estado”.

Inicialmente, o MpD, que apoiou o candidato Carlos Veiga, defendeu que o Presidente eleito com o apoio do PAICV podia “criar alguma instabilidade” no País, mas Filomena Delgado considera que esta situação “está ultrapassada”.

Segundo ela, não é o facto de um Presidente da República ser eleito com o apoio diferente do partido do Governo que pode criar situação de instabilidade.

Na sua perspectiva, é preciso que todos tenham sempre presente os interesses supremos do País.

“Uma das marcas de Cabo Verde é a sua estabilidade política. Isto é algo que todos nós devemos evitar perder”, exortou Filomena Delgado, que espera que José Maria Neves continue a agir no quadro da Constituição da República e, também, que haja respeito e cooperação com os demais órgãos de soberania.

O novo Presidente da República, investido nestas funções no dia 09 de Novembro de 2021, prometeu uma atenção especial à criação de condições para a estabilidade e o bem-estar das famílias em Cabo Verde.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project