ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Juceila Pereira é a nova miss Cabo Verde oriunda da Ribeira Grande de Santo Antão 26 Abril 2022

O título de Miss Cabo Verde foi atribuído na madrugada de hoje, na cidade de São Filipe, a Juceila Pereira, representante do município da Ribeira Grande de Santo Antão, num concurso que reuniu 18 candidatas.

Juceila Pereira é a nova miss Cabo Verde oriunda da Ribeira Grande de Santo Antão

A miss Cabo Verde 2022, 20 anos, 1,76 metros, conquistou a coroa de beleza ao vencer o concurso que contou com um total de 18 candidatas em representação de 17 dos 22 municípios e da comunidade emigrada nos Estados Unidos da América.

Além dos municípios de Santa Catarina do Fogo e Mosteiros (Fogo), não se fizeram representar no concurso Miss Cabo Verde 2022 os municípios de Paul (Santo Antão), Ribeira Brava (São Nicolau) e Calheta de São Miguel (Santiago).

O título de primeira-dama foi atribuído à candidata do município de São Filipe (Fogo), Lidiane Monteiro, 19 anos, 1,73 metros, a segunda dama foi a candidata da ilha Brava, Malanie Silva, 18 anos, 1,72 metros.

A representante do município da Praia, Akysanna Veiga, levou duas faixas, nomeadamente a de miss Simpatia e miss Fotogenia.

Juceila Pereira, a miss Cabo Verde 2022, emocionada com a conquista do título de mais bela de Cabo Verde mostrou-se “muito feliz” com a faixa de miss Cabo Verde, observando que o mais importante no concurso do género é confiar em si mesmo.

“Tenho muito orgulho em levar esta faixa para a ilha de Santo Antão”, disse Juceila Pereira, indicando que vai dar continuidade ao seu projeto social, que existe desde 2017.

Para a organização, a realização do concurso Miss Cabo Verde na ilha do Fogo foi “um grande desafio” porque habitualmente este concurso é realizado em Dezembro, declarouEloisa Morais.

Por isso, este ano foi necessário realizar alguns concursos mais cedo e fazer a seleção das candidatas em outros municípios, “uma maratona”, reforçou, mas e o resultado “foi positivo” porque as pessoas “gostaram do espetáculo”.

O atraso de mais de três horas, já que o concurso era para se iniciar a partir das 21:00 do dia 25 só começou às 00:03 do dia 26, segundo Eloisa Morais, não foi da responsabilidade da organização, mas do público que começou a chegar por volta das 23:00.

A miss Cabo Verde recebeu como prémio um televisor que vai entrar agora no mercado e orçado em 250 mil escudos, 50 mil escudos em dinheiro, além de vários brindes.

Será a representante de Cabo Verde no concurso Miss CEDEAO e noutros concursos internacionais com os quais existem acordos.

A organização reconheceu que realizar concurso do género na ilha do Fogo é mais difícil porque, explicou Eloisa Morais, “não foi fácil trazer as candidatas porque os voos estavam cheios”, sublinhando que só colocá-las na ilha do Fogo foi “uma vitória”.

A Semana com inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project