MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Supremo dos EUA expulsa Juiz ’por violar confiança do público’ — Culpou vítima de violação de não ter resistido 30 Maio 2020

O Supremo Tribunal decidiu, na 3ªfª, 26, por unanimidade que o juiz John F. Russo, de 57 anos, é punido com a pena de expulsão que o impede de exercer no sistema judicial do Estado de New Jersey. A decisão coube a um painel de magistrados que considerou que a conduta do juiz Russo — que entre outras ações ímprobas acusou uma vítima de violação de não ter resistido — "viola a confiança do público’.

Supremo dos EUA expulsa Juiz ’por violar confiança do público’ — Culpou vítima de violação de não ter resistido

Entre os comportamentos do juiz — que foram objeto de escrutínio pelos seus pares — constam os que uma vítima de violação apresentou, chocada com as perguntas que Russo lhe fez.

"Sabe como deve fazer para impedir alguém de tentar manter consigo relações (sexuais)?", lê-se na transcrição divulgada pela CBS. A mulher respondeu: "correr e procurar sair desse lugar".

O juiz insistiu sobre "que mais podia" ela ter feito: "Procurou proteger as suas partes íntimas? Fechou as pernas? Chamou a polícia? Fez uma ou outra dessas coisas?" A estas a vítima respondeu sempre não, o que levou o juiz a inocentar o seu agressor.

O painel de juízes do Supremo condenou o juiz Russo por revela "falta de probidade", "atitude imprópria de um juiz" e que tem consequências: "Nenhuma vítima poderia confiar neste juiz".

Fontes: CBS/Websites de Justiça. Foto (AP) Juiz ímprobo ouviu, esta terça-feira — ao fim de batalha judicial iniciada em 2016 —, a sentença de expulsão do sistema judicial, quatro anos depois de dizer à vítima de violação que devia ter "fechado as pernas".

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project