INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Kim Jong-Un culpa ministro de Economia por queda de exportações para RP China 13 Fevereiro 2021

As imagens da televisão pública norte-coreana, KCNA, mostram Kim Jong-Un, na quinta-feira, 11, primeiro dia da Assembleia-Geral do Partido Comunista, em Pyongyang, a zurzir no ministro da Economia, pelo "plano sem ambições" que a equipa económica apresentou. O ministro Kim Tu-Il esteve só um mês no cargo, que assumiu no momento em que as exportações para a China já registavam uma queda de 80 por cento em relação ao ano passado.

Kim Jong-Un culpa ministro de Economia por queda de exportações para RP China

Foi com base na transmissão da KCNA do primeiro dia da convenção do PC da Coreia do Norte que a correspondente da Reuters em Seul, distante 195 quilómetros de Pyongyang, relatou o que aconteceu na apresentação do novo plano económico quinquenal na capital sul-coreana.

O Líder Supremo Kim, relatou a sul-coreana, foi o primeiro a falar na apresentação do plano quinquenal. Começou por apresentar as linhas gerais da reunião de quatro dias. Seguiu-se a motivação ideológica, antes de entrar nas propostas concretas não só sobre Negócios Estrangeiros e Intercâmbio Comercial mas também sobre Assuntos Internos incluindo comportamentos dos membros do PC.

Sem surpresa, esteve no topo da agenda a economia, num ano em que a Coreia do Norte enfrentou 80 por cento de redução nas exportações com a China, além das sanções internacionais que zeraram investimentos e ajudas.

Kim voltou a expressar a sua impaciência com a equipa económica nesta quinta-feira, 11, na reunião que visava fazer o ponto de situação, após a precedente em janeiro e em que fizera a apresentação do novo ministro.

Coreia sem Covid

O país é tido como o mais reclusivo do mundo, sem presença nos rankings internacionais ou então em posição derradeira. E este ano não é exceção: com a situação pandémica em curso e mais de 200 países e territórios a terem os seus dados em renovação constante, a Coreia do Norte está de fora.

Mas impossível é a Coreia do Norte esconder os efeitos da Covid-19 na sua economia, muito dependente do vizinho aliado que é o gigante chinês. Aliás, parece ter sido de iniciativa norte-coreana o encerramento das fronteiras, que mantém há doze meses o país ainda mais reclusivo.

Fontes referidas. Foto (captada da KCNA): Kim gesticulante, expressa impaciência com a equipa económica nesta quinta-feira, 11, em que também despediu o ministro da pasta. Desde janeiro, a Coreia do Norte já teve três ministros de economia.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project