POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Legislativas 2021: Candidato do Partido do Trabalho e Solidariedade apela ao apoio dos cabo-verdianos 23 Fevereiro 2021

O candidato do Partido do Trabalho e Solidariedade (PTS) pelo círculo eleitoral da Praia, Carlos Manuel Tavares, apelou hoje aos cabo-verdianos a apoiá-lo financeira e materialmente para levar avante a sua candidatura. Essas informações foram avançadas durante uma conferência de imprensa realizada esta manhã.

Legislativas 2021: Candidato do Partido do Trabalho e Solidariedade apela ao apoio dos cabo-verdianos

Carlos Manuel Tavares, também conhecido como Romeu di Lourdes, justificou que o PTS “não dispõe de recursos” e que pretende conseguir subsídios para parte de alimentação e deslocação para a campanha. O candidato prometeu ainda uma “campanha pedagógica e sem esbanjamento”.

Prevê desenvolver uma campanha “perto das pessoas”, sensibilizando-as para a necessidade de o parlamento ter outras vozes, que não sejam apenas as dos partidos como o Movimento para a Democracia (MpD, poder), o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) e a União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), ambos na oposição.

Para Carlos Manuel Tavares, os partidos que estão representados no parlamento deviam contar com uma subvenção do Estado, porque, afirmou, “mesmo estando fora, dão o seu contributo para o desenvolvimento de Cabo Verde”.

Romeu di Lourdes, que disse privilegiar uma campanha de contactos directos com as pessoas, mostrou-se “cuidadoso” tendo e conta a situação da pandemia de covid-19 que, neste momento, assola Cabo Verde.

Se for eleito no dia 18 de Abril, quer ser um deputado “perto das pessoas” e que, “na verdade”, lhes representará no Parlamento.

Crítico em relação a forma como funciona a Assembleia Nacional, informou que na atual circunstância os deputados têm representado os interesses dos seus partidos políticos em detrimento dos do povo que os elegeu.

Instado por que razão não optou pelos partidos do arco do poder, explicou nesses termos: “Penso que o nosso Parlamento precisa de ter outras representações políticas. Se é assim que penso, não posso entrar nos partidos que lá já estão”.

Asemana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project