Legislativas 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Legislativas’2021: Janira Hopffer Almada votou com “expectativa numa boa participação cívica” 18 Abril 2021

A presidente do PAICV exerceu o seu direito de voto às 11:25 numa das assembleias de voto localizadas na Uni-CV, “com expectativa numa boa participação cívica” para “a escolha do destino do País nos próximos cinco anos”.

Legislativas’2021: Janira Hopffer Almada votou com “expectativa numa boa participação cívica”

JSegundo Janira Hopffer Almada chegou à assembleia de voto acompanhada pelo director nacional do Partido Africano das Independência de Cabo Verde (PAICV), Fernando Moeda, e do mandatário da candidatura para o círculo eleitoral de Santiago Sul, Avelino Bonifácio, e voltou a manifestar a sua “grande confiança nos cabo-verdianos e dos que escolheram Cabo Verde”.

Disse esperar que “não haja nenhum tipo de condicionalismo nem de condicionamento”, ressalvando que a “vitória, qualquer que ela seja (…) é a vitória de Cabo Verde”, afirmando que o PAICV “espera merecer a confiança da maioria dos cabo-verdianos”, para implementar o projecto implementado de “Um Cabo Verde para todos”.

“Uma boa participação do processo de eleições é, sobretudo, uma garantia do reforço da democracia, fundamental para o nosso estado do direito democrático”, realçou a líder do PAICV, que denunciou alegadas violações do Código Eleitoral com “a campanha realizada ainda no sábado, por uma determinada candidatura que enviou mensagem por telemóvel”.

Considerou que esta estratégia “demonstra uma desigualdade que se quer na luta entre todos, sobretudo com igualdade de tratamento”, ao mesmo tempo que relatou “a impressão de forma incompleta de alguns cadernos eleitorais”, na Cidade da Praia, tendo revelado que esta preocupação da candidatura do PAICV já foi manifestada junto da Comissão Nacional de Eleições (CNE).

“Temos detectado, também, em alguns boletins de voto nalgumas mesas, uma sinalização à frente do símbolo do PAICV, facto também que originou um posicionamento nosso junto da CNE, o nosso alerta público para que, de facto, não haja nada que possa influenciar indevidamente o processo eleitoral”, referiu Almada.

A mesma fonte agradeceu ainda “a todos pelo ambiente vivido na candidatura” que lidera, tendo destacado “um amplo engajamento da sociedade, uma campanha muito alegre, muito pacífica, com muita serenidade, muita responsabilidade e limpa”, de forma a poder demonstrar ao povo “o lado bom da política para levar a mensagem nos meios legais e legítimos”.

Com uma “grande serenidade”, Janira Hopffer Almada disse que, apesar de ter realizado a campanha “num ritmo bastante intenso”, tem norteado por uma “serenidade que soa a consciência tranquila” de a sua candidatura “ter feito o melhor, com respeito a todos, cumprindo a lei, fazendo um jogo limpo”.

Às legislativas de hoje para eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três, refere a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project