ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Legislativas 2021: Oposição pede reunião urgente da CNE para apreciar e deliberar sobre interferências externas na CRE da Embaixada de Cabo Verde no Senegal 05 Fevereiro 2021

À semelhança do que vem acontecendo na representação diplomática da Cidade da Praia em Angola, o maior partido da oposição acaba de remeter uma queixa junto da Comissão Nacional das Eleições (CNE)), pedindo o agendamento, com carácter de urgência, de alegadas interferências externas registadas na Comissão de Recenseamento Eleitoral (CRE) da Embaixada de Cabo Verde em Dakar-Senegal. Em causa estão denúncias com fotos e vídeos contra o Deputando do MpD Orlando Dias, por este ter supostamente dado orientações a membros da CRE e controlado cidadãos que se deslocaram aquele serviço para se inscreverem no caderno eleitoral para as legislativas de 18 de Abril próximo.

Legislativas 2021: Oposição pede reunião urgente da CNE para apreciar e deliberar sobre interferências externas na CRE da Embaixada de Cabo Verde no Senegal

«O PAICV vem, por este meio, apresentar uma reclamação/queixa contra a forma como decorre o processo de recenseamento eleitoral em Dakar-Senegal, porquanto há interferências abusivas e ilegais do Sr Orlando Dias, Deputado Nacional do MpD, no funcionamento da CRE, junto à Embaixada de Cabo Verde no Senegal, conforme comprovam as fotos e vídeos, em anexo. Concretamente, o sr Orlando Dias dá orientações aos membros dessa CRE e controla os cidadãos que dirigem à Comissão para se recensearem, solicitando os seus números de móvel», lê-se na queixa apresentada à CNE assinada pelo Secretário-geral do PAICV.

Julião Varela faz questão de realçar que há violação dolosa do imposto no artigo 44º n.1 do Código Eleitoral em especial, entre outros, no que se refere à independência e ao funcionamento da referida CRE.

«Neste sentido, nos termos da Lei Eleitoral, o PAICV requer, urgentemente, o agendamento desta queixa/reclamação na próxima sessão da CNE, para a deliberação e tomada das medidas legais cabíveis que se impõem, relembrando que o prazo de recenseamento eleitoral termina no dia 11 do corrente», exige a queixa remetida à Presidente da Comissão Nacional de Eleições, Maria do Rosário.

De salientar que, há bem pouco dias, o deputado do PAICV Estevão Rodrigues denunciou a partidarização do processo eleitoral na Embaixada de Cabo Verde em Angola, com o suposto envolvimento de um responsável da estrutura local do MpD.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project