MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Leões de ex-ministro em fuga, transeunte ferida com gravidade 02 Maio 2021

Uma mulher ficou gravemente ferida na noite de quinta-feira, 29, em Hargesia a capital, após ter sido atacada na rua por um dos leões do ex-ministro Waran Ade, da República da Somalilândia. A polícia abateu o grande felino. O governo anunciou, no sábado, 01, o fecho do zoo privado e transferência dos animais para o zoo nacional.

Leões de ex-ministro em fuga, transeunte ferida com gravidade

Segundo o correspondente da BBC em Hargesia, dois leões que o ex-ministro da Administração Interna mantém num zoo privado, como animais de estimação foto) lograram escapar para a rua, com grande perigo para as pessoas.

A polícia foi no seu encalce, mas não a tempo de evitar o ataque a uma transeunte. A vítima ficou "gravemente ferida", o seu estado "inspira cuidados".

Entrevistado na TV pública, o ex-ministro Waran Ade explicou na manhã de sexta-feira o sucedido.

"Quando chove os leões ficam agitados, saltam, correm. Quando o tratador chegou para os alimentar, dois leões escaparam. O funcionário ainda foi atirado ao chão, mas não ficou ferido".

Os guardas do zoo perseguiram os leões e conseguiram de imediato capturar um deles, chamado Jumbo.

"O meu filho disparou duas vezes quando o leão atacou a mulher e assim salvou-a", garante o ex-ministro dono do zoo privado.

O leão embora ferido continuou a fuga, com os guardas e agora a polícia no seu encalce.

Quilómetros mais adiante, encontraram o felino escondido na floresta. Acabou morto pela polícia.

Somalilândia não-reconhecida

A República da Somalilândia é um Estado não-reconhecido internacionalmente. Em 1991 declarou unilateralmente a independência, embora pertença oficialmente à Somália.

A história da região, a noroeste da Somália, é conhecida há mais de um milénio. Durante a Idade Média, Hargeisa integrava o Sultanato de Adel.

No século XX, a cidade sucedeu a Berbera como a capital do protetorado da Somalilandia Britânica, em 1941.

Em 1960, o protetorado britânico declarou a independência. Mas manteve a unidade com o Território sob fideicomiso da Somália (a antiga Somália italiana). Em 1991 declarou-se um Estado de facto. Mas a ONU não o reconhece como Estado.

Fontes: BBC/Literatura histórica. Foto (Twitter): O ex-ministro Waran Ade, com um dos seus leões de estimação.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project