ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Liceu da Várzea: Francisco Carvalho diz estar confiante que Património do Estado vai cumprir com o contrato 19 Maio 2022

O presidente da autarquia da Praia disse hoje estar confiante no cumprimento, por parte do Património do Estado, do contrato assinado entre as partes sobre a venda do terreno para construção do novo liceu da Várzea.

Liceu da Várzea: Francisco Carvalho diz estar confiante que Património do Estado vai cumprir com o contrato

Segundo a Inforpress, no passado dia 15 de Maio, Francisco Carvalho tinha informado em comunicado, que o terreno onde está a ser construído o novo liceu da Várzea foi vendido pela câmara municipal anterior, liderada por Óscar Santos, ao Património do Estado, por 69 mil contos.

Entretanto, adiantou, o referido montante não entrou nos cofres da Câmara Municipal da Praia e o processo de venda não obedeceu aos procedimentos legais, uma vez que não há registo de deliberação pela autarquia, nem aprovação pela Assembleia Municipal.

Hoje, contudo, em declaração aos jornalistas, à margem da sessão solene em comemoração ao Dia do Município da Praia, reiterou que o dinheiro não entrou na Câmara Municipal da Praia e que a mesma já questionou a Direcção Nacional do Património do Estado sobre todo “esse negócio”.

“A direcção nacional respondeu de uma forma directa que a vereadora Aleluia saberia as informações porque estaria à frente de todo o processo. Reunimos, a vereadora esteve na reunião, no entanto, não avançou qualquer informação, permaneceu em silêncio durante a reunião”, precisou o edil.

Conforme reforçou Francisco Carvalho, o contrato que foi assinado entre a referida direcçao e a autarquia menciona que a direção iria efectuar uma transferência de 69 mil contos como contrapartida para o terreno.

O autarca garantiu que a Câmara Municipal da Praia vai continuar a trabalhar e analisar devidamente toda esta situação, tendo asseverado, igualmente, que “acreditam muito no diálogo”, sendo que este resolve a “grande parte” dos problemas, por isso, vão avançar com “mais diálogo e concertação”.

“Está no contrato e o Património do Estado deveria dar esse dinheiro à Câmara, vamos dialogar e estamos confiante, sabemos que vão cumprir o contrato ”, concluiu o autarca citado pela fonte deste jornal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project