ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Líder da UCID diz que José Maria Neves tem se revelado como homem de Estado 15 Fevereiro 2022

O líder da União Cabo-verdiana Democrática e Independente (UCID – oposição), António Monteiro, disse hoje que José Maria Neves tem se revelado “de forma solene e muito forte como um homem de Estado”.

Líder da UCID diz que José Maria Neves tem se revelado como homem de Estado

“O que tem acontecido até hoje é um Presidente da República a mostrar-se, de uma forma muito solene e muito forte, como um homem de Estado”, sublinhou, segundo a Inforpress, acrescentando que é isto que a UCID gostaria de ver na pessoa de José Maria Neves até ao último dia do seu mandato.

Para o presidente da União Cabo-verdiana Democrática e Independente, a actuação de José Maria Neves nestes primeiros 100 dias na Presidência da República “satisfaz” o seu partido.

“Achamos que o Presidente da República deve dar mais atenção às questões sociais e à justiça”, sublinhou o líder dos democratas cristãos, explicando que o País tem muitos problemas sociais e que, no concernente à justiça, José Maria Neves deve estar “muito atento”, para permitir que este sector seja um “bem precioso para todos os cabo-verdianos”.

Cconforme a mesma fonte, o primeiro responsável da UCID fez estas considerações em entrevista à Rádio de Cabo Verde (RCV), a propósito dos primeiros 100 dias do mandato de José Maria Neves.

Instado se o Chefe de Estado pode fiscalizar os actos do Governo, respondeu que não é este o papel do Presidente da República, mas que pode “usar a sua magistratura de influência para chamar a atenção para alguns problemas que, na óptica dele, enquanto Presidente, possam estar a afectar o País”.

“A fiscalização do Governo cabe, como é óbvio, aos deputados e aos partidos políticos, de uma forma em geral”, indicou António Monteiro, para quem ao Presidente a Constituição da República lhe reserva outros atributos.

Segundo ele, a postura de José Maria Neves, até este momento, não remete a UCID para aquilo que na noite das eleições teria dito de que fiscalizaria o Governo.

Perguntado por que motivo o seu partido preferiu apoiar o candidato Carlos Veiga e não José Maria Neves, explicou que uma das razões que levou a UCID a tomar tal decisão prende-se com a estabilidade política no País.

“Na altura, questionámos que um Presidente com uma aproximação ao partido que está no poder nos daria mais garantia de estabilidade política, mas estes primeiros dias da presidência do Dr. José Maria Neves têm mostrado que a UCID, ao apoiar uma outra candidatura, enganou-se neste quesito”, enfatizou António Monteiro.

“Desejamos que este engano se mantenha até ao fim do mandato [de José Maria Neves]”, concluiu o lider da UCID citado pela Inforpress.

O novo Presidente da República, investido nestas funções no dia 09 de Novembro de 2021, prometeu uma atenção especial à criação de condições para a estabilidade e o bem-estar das famílias em Cabo Verde.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project