POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Líder da oposição: Cabo Verde está de parabéns por ter aeroportos de classe segundo avaliações internacionais 07 Maio 2018

A líder da oposição considera que Cabo Verde está de parabéns por ter infraestruturas Aeroportuárias de Classe Mundial, construídas nos últimos 15 anos da governação do PAICV, segundo constam de avaliações de entidades internacionais como Fórum Económico Mundanal e IATA (ver mapa). Esta opinião de Janira Hopffer Almada consta de um post que colocou na sua página oficial de facebook, no momento em que o actual governo de Ulisses Correia e Silva tenta apostar no Hub aéreo, com base a partir do Aeroporto Internacional Amílcar Cabral, no Sal.

Líder da oposição: Cabo Verde está de parabéns por ter aeroportos de classe segundo avaliações internacionais

«Hoje, a avaliação feita à qualidade das nossas infraestruturas aeroportuárias (Quality of Air Transport Infrastructure) vem demonstrar isso mesmo: que construímos infraestruturas de classe mundial. Estamos equipados! E com qualidade!Estamos à frente de Gigantes. Estamos à frente de Países como África do Sul, Nigéria, Quénia, Gana, Marrocos... E tantos outros.Este nosso Pequeno Grande País nos enche de orgulho e de vontade de lhe dar sempre o melhor que podemos», escreve JHA.

Para a líder do maior partido da oposição, o que falta agora é visão do actual partido da situação (MpD), para fazer com que essas infraestruturas e muitas outras mais, em vários sectores espalhadas por este País, "falem".

No seu post, Janira Hopffer Alamada lembra que, na Plataforma Eleitoral para as eleições de 2016, terá assumido que, na Governação do PAICV, foram construídas infra-estruturas de classe mundial. «Sempre defendemos que a eficiência e a qualidade das infraestruturas são ingredientes-chave para o crescimento e a competitividade da economia, sendo particularmente importante para um arquipélago como Cabo Verde. E essa foi, sempre, uma grande diferença relativamente ao Partido actualmente na Situação».

A dirigente tambarina escreve ainda que os Governos liderados pelo PAICV investiram fortemente nas infraestruturas, com os olhos postos no desenvolvimento do País. «Foi, sem dúvidas, uma decisão estratégica por duas razões: Primeiro, para aproveitar a oportunidade do baixo custo de financiamentos concessionais após a graduação de Cabo Verde para País de Rendimento Médio, e, segundo, para garantir a edificação das condições para a transformação socioeconómico, porque só assim seríamos capazes de competir no mercado global e, consequentemente, de desenvolver a nossa Nação», fundamente na sua página oficial no facebook.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project