ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Líder da oposição denuncia total falta de transparência na governação de Cabo Verde 05 Agosto 2018

A líder do maior partido da oposição alerta que Cabo Verde « está sendo governado num total falta de transparência e que as consequências, infelizmente, já começaram a ser sentidas». Janira Hopffer Almada fez essas advertências na página do Grupo Parlamentar que preside, enumera vários casos - com desataque para os acordos com a Binter e a Icelandair - de negócios públicos poucos claros e considera que, mesmo assim, a maioria (MpD), que suporta o actual governo de Ulisses Correia e Silva, acha que tudo está normal.

Líder da oposição denuncia total falta de transparência na governação de Cabo Verde

«Em Cabo Verde, tudo está a ficar normal.Fazem-se negócios com recursos do Estado, desrespeitando a Lei e sem prestar nem contas, nem informações, e a maioria do MpD acha normal. O Governo faz, sem informar, desfaz sem divulgar e gasta sem ponderar e os cabo-verdianos, que são os verdadeiros ’donos’ do País, não sabem de nada e não são informados sobre nada. Nada se diz. Nada se sabe. Nada se entende», escreve a presidente do PAICV.

Referindo-se ainda à falta de transparência nos negócios públicos, a líder da oposição afirma que sobre a entrega do mercado doméstico, em monopólio, a uma Empresa Privada, nada se sabe, tendo referido a vários outros casos graves. «Sobre o contrato de gestão celebrado com a Icelandair, e que já custou aos bolsos dos cabo-verdianos mais de 900 mil contos, nada se sabe!Sobre as razões da exclusão das Empresas Nacionais, do concurso internacional para os Transportes Marítimos, nada se sabe! Sobre a forma como foi gasto o valor de 1.100 mil contos ( um milhão e 100 mil contos) para combater o mau ano agrícola, nada se sabe! Sobre as motivações do investimento de 600 mil contos do INPS no Afreximbank, enquanto muitos pobres não tem assistência médica e medicamentosa, nada se sabe!».

No seu post Janira Hopffer Almada enumerou ainda várias outras situações relativas à falta de transparência no funcionamento de serviços e na gestão da coisa pública. «Sobre os critérios de cobertura televisiva da TCV, excluindo a Oposição e funcionando como máquina de propaganda do Governo, nada se sabe! Sobre a Privatização dos TACV, sobre quem vai participar e quem vai ganhar com isso, nada se sabe! Sobre os critérios de transferência de recursos do Estado para as Câmaras Municipais, com a multiplicação de festas e festivais, enquanto existem famílias passando por dificuldades até na alimentação, nada se sabe!».

A líder do maior partido da oposição escreve também que ninguém sabe de nada sobre o aumento da divida pública sem investimentos e do crescimento económico sem melhoria das condições de vida dos cabo-verdianos.

« E é nessa total intransparência que o País vai sendo governado. As consequências, infelizmente, já começaram a ser sentidas», conclui Janira Hopffer Almada no post referido que colocou no site da Bancada Parlamentar do PAICV.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert

Newsletter

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project