ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Líder do PAICV: Aval do Governo à concessionária de transportes marítimos serviria para resolver os problemas dos armadores nacionais 18 Setembro 2019

O aval do Governo à uma empresa com capital maioritariamente estrangeira serviria para resolver os problemas dos armadores nacionais, afirmou hoje a presidente do PAICV, frisando que neste momento se nota um “grande caos” no serviço dos transportes marítimos.

Líder do PAICV: Aval do Governo à concessionária de transportes marítimos serviria para resolver os problemas dos armadores nacionais

Janira Hopffer Almada fez, segundo a Inforpress, estas afirmações em declarações aos jornalistas após ser recebida pelo Presidente da República, a quem foi solicitar contribuições antes de participar na reunião do Presidium da Internacional Socialista sobre mudanças climáticas e desenvolvimento sustentável, que decorre no próximo dia 25 de Setembro, em Nova Iorque.

O encontro, conforme avançou, serviu de igual modo para manifestar a Jorge Carlos Fonseca a grande preocupação do PAICV sobre algumas questões que se prendem concretamente com os transportes aéreos e marítimos.

“Nos transportes marítimos se nota um grande caos na organização de algumas linhas contrariando assim todos os compromissos assumidos pela actual maioria, mas também criando grandes dificuldades aos cidadãos cabo-verdianos”, declarou.

Para a presidente do maior partido da oposição, a concessão de 518 mil contos à concessionária de transportes marítimos, a Cabo Verde Interilhas, serviria para resolver os problemas dos armadores nacionais para o acesso ao financiamento, permitir a renovação da frota para os armadores nacionais e um “grande investimento” na marinha mercante nacional.

“Que armador nacional é que não conseguiria um empréstimo se tivesse o aval do Estado. O grande problema dos armadores é o acesso ao financiamento, não há uma única instituição financeira que não concede empréstimo com o aval do Estado, porque é um dinheiro certo, é um dinheiro que não se perde”, asseverou, questionando porque é que o actual Governo “confia em empresas de capital maioritariamente estrangeira e não confia nas empresas nacionais”.

Entretanto, em declarações à imprensa esta segunda-feira 16, o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva disse que o aval do Governo de 518 mil contos a Cabo Verde Inter-ilhas significa que “o Governo acredita no projecto”, acrescenta a Inforpress.

Referiu ainda que “o governo não está a emprestar”, mas sim a garantir que tem a certeza, dados e informações relativamente ao risco do empréstimo.

Em Outubro de 2018, o Governo anunciou que entre as empresas seleccionadas, o grupo português Transinsular tinha o concurso público internacional para a gestão e exploração do serviço público de transporte marítimo de passageiros e carga entre as ilhas.

Em Março deste ano, o Governo e a Transisular assinaram o contrato de concessão do serviço público de transporte marítimo de passageiro e carga.

A concessão do serviço público, de transporte marítimo de passageiros e carga entre as ilhas de Cabo Verde, por um período de 20 anos, entrou, lembra ainda a Inforpress, em vigor no passado dia 15 de Agosto.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project