ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Líder do PAICV encontra com o Cardeal Dom Arlindo Furtado: Janira Hopffer Almada diz que Cabo Verde precisa de um crescimento inclusivo que é sentido pelas pessoas 11 Janeiro 2020

A presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição), Janira Hopffer Almada, disse, esta sexta-feira, que Cabo Verde precisa de um crescimento inclusivo, que é sentido pelas pessoas.

Líder do PAICV encontra com o Cardeal Dom Arlindo Furtado: Janira Hopffer Almada diz que Cabo Verde precisa de um crescimento inclusivo que é sentido pelas pessoas

“As pessoas têm que sentir a sua vida a melhorar quando ouvem que o país está a crescer cinco vezes mais e essa melhoria tem que reflectir na sua vida em coisas claras como a saúde, habitação, acesso à educação, mas sobretudo no poder de compra”, reconheceu segundo a Inforpress.

A líder do maior partido da oposição falava aos jornalistas, na cidade da Praia, à saída de um encontro com o cardeal Dom Arlindo Furtado, para a partilha de ideias e “preocupações” com a situação de “alguns sectores” no país.

“Pude partilhar com o cardeal o desejo forte que 2020 seja um ano melhor para Cabo Verde e para os cabo-verdianos, considerando que 2019 não foi o ano que os cabo-verdianos esperavam e que o país precisava”, declarou.

Conforme ainda a Inforpress, a líder do PAICV lembrou que foi um ano de “muitas preocupações” no que se refere à segurança e criminalidade, mas também marcado pelo terceiro ano consecutivo de seca, que, no seu entender, acaba por criar “várias dificuldades”, particularmente às pessoas do campo.

Observou que o país está a crescer cinco vez mais, mas “não há a actualização salarial e não houve melhoras no acesso à saúde”.

“Prova inequívoca disso são os indicadores. Nós podemos fazer já o balanço do ano 2019 e abordar os indicadores um por um e ponto por ponto. Por exemplo, Cabo Verde tinha maior esperança de vida em África e já perdemos posição em decorrência da falta de políticas para aumentar o acesso à saúde”, demonstrou.

Bispo preocupado com problemas sociais

Por sua vez, o cardeal Dom Arlindo Furtado considerou que as partilhas de preocupação servem para unir as famílias, levando as pessoas a pensarem mais nos outros para que se possa viver juntos e em diálogo, tendo em conta que o país é de todos.

“É assim que devemos funcionar como pessoas e como comunidade nacional”, sugeriu, augurando que 2020 seja bem melhor do que os últimos anos, para que, de facto, todos se sintam bem no país.

O bispo da Diocese de Santiago afirmou que “há coisas por melhorar”, mas que a igreja sempre sonha com um Cabo Verde “melhor”, refere a mesma fonte citada pela Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project