DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Liga de Campeões Europeus: PSG 5 - Istanbul Basaksehir 1 — Jogo retomado 24 H após árbitro romeno insultar técnico turco’negro’ 09 Dezembro 2020

O Paris Saint-German com golos dos ’negros’ Neymar (que marcou três vezes) e Mbappé (com dois golos) venceu o Istanbul Basaksehir na noite de quarta-feira. O jogo da UEFA foi retomado 24 horas depois de interrompido ontem — catorze minutos após o início da partida, com as duas equipas a abandonarem o relvado em protesto contra o ’insulto racista’ que um dos árbitros dirigiu a Pierre Webo. A UEFA suspendeu a equipa de arbitragem e manda investigar o árbitro Coltescu.

Liga de Campeões Europeus: PSG 5 - Istanbul Basaksehir 1 — Jogo retomado 24 H após árbitro romeno insultar técnico  turco’negro’

Vinte e quatro horas após ser palco do histórico primeiro protesto conjunto, o estádio parisiense Parc des Princes foi, esta quarta-feira, palco da brilhante atuação do Paris Saint-Germain frente ao visitante Istanbul Basaksehir.

Cinco golos por dois astros: Neymar Santos Júnior marcou aos 21’ — contando os 14 minutos jogados ontem —, 37’ e 50’ e Kylian Mbappé aos 42’ e 62’, no jogo disputado vinte e quatro horas depois de ter sido interrompido.

O cancelamento do jogo a contar para a Liga dos Campeões Europeus envolveu o técnico da equipa turca, o camaronês Pierre Webo, e o quarto árbitro do jogo, o romeno Sebastian Coltescu, que se lhe referiu como "aquele negro!".

A expressão fez reagir um dos jogadores do Istanbul Basaksehir, Demba Ba, ex-jogador do inglês West Ham, que diz ao romeno: «Quando te referes a um jogador branco nunca dizes "aquele jogador branco" mas sim "aquele jogador". Devias fazer o mesmo quando te referes a um jogador negro: nunca digas "aquele jogador negro" mas sim "aquele jogador"».

Seguiu-se o histórico protesto. O primeiro a abandonar o campo foi o anfitrião PSG — onde brilham os ’negros’ Neymar, Mbappé —, logo seguido pelo visitante Istanbul Basaksehir.

Pierre Webo, de 38 anos, duas vezes mundial pela seleção camaronesa e hoje treinador do clube de Istambul, tem um vasto currículo internacional. Jogou por clubes turcos como o Gazişehir (2017–2018), o Osmanlıspor(2015–2017), o Fenerbahçe (2013–2015), o Istanbul Basaksehir (2011-13); europeus como o espanhol Mallorca (2007–11) e o também espanhol Osasuna (2003–2007); o uruguaio Club Nacional de Football (2000 a 2002) com dois títulos de campeão, e a que regressou em 2018 para um contrato de um ano.

UEFA promete investigar arbitragem romena — de novo

A UEFA promete investigar Coltescu, o quarto árbitro do jogo cancelado no Parc des Princes, Paris, na noite de terça-feira, 8. Mas esta não é a primeira vez que a arbitragem romena, presidida pelo médico Hațegan, se vê envolvida num caso de racismo.

Há sete anos, Michel Platini então presidente do futebol europeu ordenou um inquérito interno à equipa romena que arbitrava no estádio moscovita Arena Khimki, o jogo para a Liga Europa 2013.

O objetivo da UEFA era apurar o motivo para Hațegan não ter seguido o protocolo relativo a "incidentes racistas" no jogo entre o Manchester City e o anfitrião PFC CSKA Moscow.

Mourinho espera desculpas públicas pelo "ato que envergonha o futebol"

Em entrevista à BBC na tarde de quarta-feira, 9, o treinador do Manchester United, José Mourinho — que disse "conhe[cer] Ovidiu Hațegan como um excelente técnico de arbitragem e uma pessoa de grande idoneidade" — fez votos de que o quarto árbitro "venha a pedir desculpas públicas" pelo "seu ato que envergonha o futebol" e "aceite as consequências do seu erro para poder seguir para a frente".

Fontes: France Football/BBC. Fotos: A vitória do PSG com golos dos ’negros’ Neymar e Mbappé. Webo no centro do incidente racista que parou o jogo por vinte e quatro horas.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project