NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

MCIC entrega milhares de livros às Câmaras Municipais do País 21 Abril 2018

Com a missão de garantir o acesso ao livro, à leitura e à literatura a todos, o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas (MCIC), através da Biblioteca Nacional de Cabo Verde (BNCV) procedeu à entrega de mais de uma centena de livros às câmaras municipais do país.

MCIC entrega milhares de livros às Câmaras Municipais do País

Segundo a página oficial do Governo de Cabo Verde, estes livros foram doados pela Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS), Portugal, no âmbito da assinatura de um protocolo entre esta intuição portuguesa e o MCIC, em Dezembro do ano passado e “faz parte da política de fortalecimento das instituições bibliotecárias a nível municipal”.

“Este trabalho de diplomacia cultural que estamos a fazer é para que todos tenham acesso e usem os livros. O nosso objectivo é fazer com que as crianças, os adolescentes, os jovens tenham acesso ao livro e usem os livros. O trabalho pedagógico que estamos a fazer não é um charme político é um trabalho de base. Vamos colher os frutos dessa sementeira”, afirma o ministro da Cultura, Abraão Vicente.

Esta doação e entrega simbólica junta-se à primeira entrega do “kit essencial” de mais de cem títulos distribuídos às autarquias no âmbito da primeira edição da Morabeza – Festa do Livro. “Não queremos que ninguém veja disso, um acto político. É um processo sistemático”, sublinha, recomendando às câmaras municipais que fiquem agora, responsáveis para fazer com que estes livros cheguem aos munícipes.

Para o governante, esta colecção doada pela Fundação Francisco Manuel Santos é “muito especial” por ter uma variedade de livros técnicos, estudos e ensaios. “Queria agradecer a todos os vereadores e dizer que este é um momento simbólico para verem que objectivo das doações é garantir que estes foram entregues aos municípios”, salienta o governante.

Abraão garante ainda que o ministério que tutela, através da BNCV, vai continuar a trabalhar na política do desenvolvimento do livro, da leitura e da literatura em Cabo Verde. “O Plano Nacional de Leitura, que esta semana esteve em processo de socialização e sensibilização é um passo macro para o acesso de todos à leitura. Entretanto, actos como esse demonstram uma grande sensibilidade para o cultivo da cultura, através da leitura”, mostra.

Aos vereadores, Abraão faz um apelo no sentido de investirem na literatura dos municípios para que os cidadãos reconheçam a importância do acesso ao que considera objecto mágico e transformador, que é o livro”.

“Nesta política transformadora no sector do livro, a BNCV vai reeditar as obras de Chiquinho, cujo lançamento acontece em São Nicolau esta segunda-feira, 23 de Abril – data que se assinala o Dia do Professor Cabo-verdiano”.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project