NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

MCIC nos EUA: Teobaldo Virgínio faz parte de um momento único da literatura cabo-verdiana 07 Outubro 2018

O Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, ressaltou, durante o encontro com a comunidade artística radicada em Boston, Estados Unidos da América, que aconteceu na sexta-feira, 05 de outubro, o papel importante da geração dos claridosos para a formação da massa crítica e para a afirmação do próprio cabo-verdiano. Realçou que Teobaldo Virgínio faz parte de um momento único da literatura cabo-verdiana.

MCIC nos EUA: Teobaldo Virgínio faz parte de um momento único da literatura cabo-verdiana

Em nota remetida ao Asemanonline, o titular da pasta da Cultura salientou que, neste encontro, que contou com um tributo a Teobaldo Virgínio, a época dos “Claridosos”, movimento de emancipação cultural, social e política da sociedade, aprendemos a definir Cabo Verde, as nossas ilhas e o contexto das nossas histórias.

“Teobaldo Virgínio faz parte de um momento único da literatura cabo-verdiana e da própria narrativa daquilo que somos e que vem do período dos claridosos até os dias de hoje”, defendeu Abraão Vicente.

Conforme acrescenta o comunicado, neste tributo a Teobaldo Virgínio - escritor, natural da ilha de Santo Antão -, Abraão Vicente recordou o projeto do Governo, através do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, na realização de bustos em homenagens a figuras ímpares da cultura de Cabo Verde. «A primeira vai ser inaugurada por altura do Dia Nacional da Cultura, 18 de outubro. Entretanto, o titular da pasta da cultura fez saber que o objetivo é também fazer um monumento à altura de todos os Claridosos, incluindo Teobaldo Virgínio. ‘Este é definitivamente é um trabalho de passar um testemunho, de salvaguarda da nossa memória enquanto um país da cultura e da literatura”, destaca a mesma fonte.

É de recordar que Teobaldo Virgínio já publicou, em prosa e verso 12 volumes, sendo os dois últimos em março de 2010: “Folhas da Vida – poesia” e “Gaudêncio, o Filho Errante – prosa”.

Segundo o MCIC, Abraão Vicente foi acompanhado pelo Embaixador de Cabo Verde em Washington, Carlos Veiga, e o Cônsul de Cabo Verde em Boston, Hermínio Moniz.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project