INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Macron testa positivo à Covid — Contactos em quarentena: PMs de Portugal, Espanha, Luxemburgo 20 Dezembro 2020

O palácio do Eliseu anunciou em comunicado, esta quinta-feira, que o presidente Emmanuel Macron, após sentir "alguns sintomas" testou positivo à Covid e entra "de imediato em quarentena por sete dias, mantendo-se em funções".

 Macron testa positivo à Covid — Contactos em quarentena: PMs de Portugal, Espanha, Luxemburgo

Em quarentena entraram de imediato os contactos de proximidade. Entre eles, os membros do seu gabinete que se sentaram mais próximo do presidente na reunião de quarta-feira à noite, mas também os dirigentes de países da União Europeia com quem esteve em reunião: na passada quinta e sexta-feiras, 10 e 11 em Bruxelas, nesta segunda-feira, 14 em Paris.

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sanchez, o primeiro-ministro português António Costa presentes na reunião da OCDE na segunda-feira anunciaram que entram de quarentena enquanto aguardam o resultado do respetivo teste.

O primeiro-ministro luxemburguês, Xavier Bettel, anunciou via Twitter que, embora sem sintomas, decidiu colocar-se "em auto-quarentena a fim de proteger as pessoas próximas" enquanto não tem o resultado do teste.

O anúncio de que Macron está infetado — mas não o primeiro-ministro Castex, que embora negativo entra de quarentena (enquanto aguarda o segundo teste) — surge três dias depois da Convenção Cidadã para o Clima.

O presidente francês fez no encerramento do encontro — por ocasião do quinto aniversário da Convenção de Paris pelo Clima — o anúncio sobre a recomendação de fazer um referendo sobre a inscrição da inovadora medida pró-ambiente no artigo primeiro da Constituição Francesa.

Líderes mundiais com Covid

O primeiro-ministro do reino de Eswatini (antiga Suazilândia) morreu no último domingo, 13, num hospital na África do Sul, para onde tinha sido transferido no início do mês, duas semanas após testar positivo para a Covid-19. Ambrose Dlamini tinha 52 anos.

Em março-abril, adoeceu gravemente o primeiro-ministro britânico Boris Johnson. Seguiram-se Bolsonaro e Trump. Em julho o presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, no poder há 26 anos.

Os primeiros-ministros da Guiné Bissau, Nuno Nabiam, da Arménia NIkol Pashinyan (com a mulher e quatro filhos infetados), o russo Mikhail Mishustin, kosovar Avdullah Hotio, o dominicano Luis Abinader, estão entre os infetados com o coronavírus.

Os presidentes Juan Hernández, hondurenho, Alejandro Giammattei, guatemalteco, a boliviana Jeanine Áñez (por interinato) também constam da lista dos líderes mundiais que desde março testaram positivo para a Covid-19.

Fontes: AP/Le Figaro. Relacionado: França: Macron quer defesa do ambiente no nº1 da Constituição, 16.dez.020. Foto: Macron na celebração do quinto aniversário da Convenção de Paris pelo Clima.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project