INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Macron visita Beirute que o recebe como herói — França lidera doadores ao Líbano 07 Agosto 2020

Macron foi o primeiro a chegar a Beirute na quinta-feira, tal como a França foi das primeiras nações a oferecer ajuda ao Líbano ameaçado de insegurança alimentar, após a dupla explosão no porto da capital, que ficou totalmente destruído. A chegada de Macron está a ser saudada como a do salvador, no momento em que ficou impraticável a entrada da maior parte dos alimentos que o país consome, além de que na terça-feira o fogo destruiu vastas quantidades de cereais mantidos em silos.

Macron visita Beirute que o recebe como herói — França lidera doadores ao Líbano

Recebido como herói na visita-relâmpago, o presidente francês mostrou-se, como dizem os analistas, "compreensivo com os habitantes e firme com os dirigentes". A estes "pede uma mudança profunda" para a "refundação duma ordem política nova". É que segundo Macron, o sistema "estará refém da corrupção organizada", pelo que requer "reformas indispensáveis".

Emmanuel Macron, à despedida no final do dia, prometeu voltar no dia 1 de setembro com resultados concretos da conferência internacional de doadores que arrancou no mesmo dia, 6.

O chefe Estado francês recebido no aeroporto pelo homólogo libanês, Michel Aoun (foto), já tinha avisado que ia chegar ao Líbano para "um diálogo de verdade" com os responsáveis do país", porque "além da explosão, sabemos que a crise aqui é severa, implica uma responsabilidade histórica dos seus dirigentes".

Porta-helicópteros anfíbio gigante com auxílio hospitalar

O Tonnerre (Trovão) chega na próxima quinta-feira, para prestar socorro ao país. Nos seus 200 metros de comprimento há espaço para pessoal de Saúde, toneladas de medicamentos, 69 leitos hospitalares, dois blocos operatórios, e se necessário 900 soldados,segundo o Ministério da Defesa garantiu ao L’Express.

Conferência internacional de doadores

Em conferência de imprensa antes de deixar Beirute, Macron traçou as linhas gerais do que designou de Conferência internacional de doadores.

A conferência tem o objetivo de mobilizar "financiamentos internacionais, dos europeus, dos americanos, de todos os países da região mas não só, a fim de fornecer medicamentos, produtos médicos e de cuidados diversos, além de alimentos".

"Vou lutar com todas as forças para que haja solidariedade internacional, mas não posso substituir as responsabilidades de um governo soberanamente eleito".

Fontes: France 24/ Le Monde... Fotos (AFP).

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project