Retratos

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Maio: Maienses despedem-se pela última vez da rainha da Tabanka 08 Dezembro 2018

O corpo da rainha da tabanka do Maio, Xepa Mamai, foi, esta sexta-feira, a enterrar no cemitério da ilha do Maio, após a urna ter chegado, na manhã do mesmo dia 07, no navio Sotavento, tendo sido recebido ao som da tabanka do grupo local.

Maio: Maienses despedem-se pela última vez da rainha da Tabanka

Josefa Freire, popularmente conhecida por Xepa Mamai, faleceu no passado dia 27 de Novembro, nos Estados Unidos de América, aos 86 anos de idade. Foi agraciada com homenagens tanto na sua terra natal, como em Portugal e nos Estados Unidos de América.

O corpo permaneceu até às 1600 no salão nobre Isaac Pinheiro, para de seguida ser encaminhado para a igreja matriz de Nossa Senhora da Luz, onde foi rezada a missa de corpo presente, para logo depois se encaminhar para o cemitério na cidade do Porto Inglês.

Josefa Freire “Xepa Mamai” encontrou a tabanka em casa e desde cedo começou a “brincar” este género musical, por isso foi por longos anos conhecida como o rosto da Tabanka da ilha, não só por ter assumido a dianteira da organização dos festejos durante vários anos, mas também porque tocava o tambor e corneta como ninguém.

Ultimamente, por razões de saúde, teve que deixar esta prática e ir residir nos Estados Unidos da América, com os filhos, até a sua morte.

Uma mulher muito querida e respeitada na ilha do Maio, deu toda a sua vida em prol da valorização da tabanka local, razão pela qual foi lhe atribuída o título da rainha da tabanka na ilha, tendo já representado a ilha nos Estados Unidos da América nos anos 90, onde foi convidada para tocar tambor e corneta num estilo típico da ilha do Maio.

Xepa Mamai como é conhecida na ilha nasceu a 19 de Março de 1932, na antiga vila do Maio. A Semana/Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project