Legislativas 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Maio: Feriado religioso dita cancelamento de ações de campanha 02 Abril 2021

Depois da azáfama do arranque da campanha no seio dos partidos (PAICV, MpD, UCID) que concorrem ao círculo eleitoral do Maio, viram-se forçados a cancelar as suas ações previstas para esta sexta-feira, por coincidir com a sexta-feira Paixão, um importante feriado religioso para a comunidade católica, “em respeito à liberdade religiosa da população”, justificam.

Maio: Feriado religioso dita cancelamento de ações de campanha

A comitiva do Partido Africano para independência de Cabo Verde (PAICV) pelo Círculo eleitoral na ilha do Maio, encabeçada por Edson Alves, tem prevista para este sábado, 03 de abril, uma concentração em frente à sede do partido, devendo rumar, de seguida, para contactos porta-a-porta nas localidades de Mourinho e Cascabulho.

Ulisses Duarte, mandatário dos “Tambarinas”, insiste na “necessidade de mudança na ilha do Porto Inglês” e realça que, caso saia vencedor nas eleições de 18 de abril, o PAICV dará “oportunidade para todos sem excepção”, com a aposta, sobretudo nos juvens que, considera, viram-se “abandonados” pela governação do MpD nos últimos cinco anos. “As promessas feitas aos jovens pelo governo anterior ficaram somente na teoria”, realça.

Da mesma forma, a candidatura do Movimento para Democracia (MPD), pelo círculo eleitoral do Maio liderada por Joana Rosa, não saiu às ruas esta sexta-feira, por conta da sexta-feira Santa. Segundo o mandatário dos “Ventoinhas”, Albertino Cardoso, esta é uma manifestação de “respeito” para com “este momento importante na vida dos cristãos”.

Entretanto, o MpD pretende resumir a sua agenda de campanha já este sábado, na ilha do porto inglês, com contatos porta-a-porta na capital do município durante a manhã e rumar à zona norte da ilha no período da tarde. A mensagem chave para estas campanhas por parte da comitiva ventoinha será no sentido da revalidação da confiança no MpD. Isto, porque, segundo Cardoso, o Governo liderado por Ulisses Correia e Silva já deu provas de “uma governação que prioriza a ilha”.

Afinando pelo mesmo diapasão das listas concorrentes, a União Cabo Verdiana Independente e democrática (UCID), aproveitou o dia de sexta-feira para descanso e preparação do dia seguinte, já que este sábado tem programado visitas para contatos porta-a-porta às localidades de Alcatraz e Piloncão.

Na bagagem a comitiva da UCID leva, à luz do seu lema de campanha, a mensagem de que o partido “é uma opção, sim!” e exorta os eleitores maienses a confiarem no seu partido para ajudar no desenvolvimento da ilha. Rosa promete “lutar de uma forma justa e equilibrada” para o bem-estar da população maiense.

Nas legislativas do dia 18, para eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem a nível nacional, seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project