SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Mais 51 escolas vão beneficiar do programa Apoio ao Sector da Água e Saneamento financiado pelo Luxemburgo 31 Mar�o 2023

Um total de 51 escolas do País vão ver reabilitadas as suas cozinhas e casas de banhos, este ano, no quadro do programa Apoio ao Sector da Água e Saneamento, fruto da cooperação Cabo Verde-Luxemburgo.

Mais 51 escolas vão beneficiar do programa Apoio ao Sector da Água e Saneamento financiado pelo Luxemburgo

O anúncio foi feito hoje, na Praia, pelo encarregado de Negócios da Embaixada do Luxemburgo em Cabo Verde, Thomas Barbancey, no âmbito da II reunião do Comité de Pilotagem do Programa de Apoio ao Sector da Água e Saneamento (PASEA).

O encontro serviu para fazer o balanço do programa água e saneamento, no quadro do programa indicativo de cooperação, um ano após o seu lançamento, assim como, para validar o novo programa de trabalho para o ano 2023.

“Este programa tem como objectivo dar apoio técnico aos operadores, reguladores e a todas as entidades do sector para reforçar as capacidades, melhorar os processos de distribuição e produção da água, como forma de baixar o custo”, afirmou, considerando que se trata de trabalho de médio/longo prazos, muitas vezes invisível, mas, ao mesmo tempo, muito estruturante.

Para este ano salientou que o foco vai ser no acompanhamento da criação e da operacionalização das empresas intermunicipais de Santo Antão e de São Nicolau, assegurando também a continuidade ao projecto “Promosan”, que visa a reabilitação de cozinhas e casas de banhos nas 51 escolas dos País.

Estas vão-se juntar às 100 escolas que já foram beneficiadas de 2017 a 2021, num montante total de 17,4 milhões de euros que serão disponibilizados pelo Luxemburgo, para o programa de água e saneamento à Cabo Verde, sendo que para este ano prevê-se o montante de cinco milhões de euros.

Por seu lado, o ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, sublinhou o aumento do orçamento na ordem de 5,4 milhões de euros, que considerou de “muito importante” para o reforço do sector da água e saneamento em Cabo Verde, conforme o acordo entre Cabo Verde e Luxemburgo.

“Reforça a inclusão e permite, também, o reforço do entrosamento entre este programa e os demais programas para o desenvolvimento sustentável de Cabo Verde. E por isso, só podemos regozijarmos desta boa cooperação que vem sendo desenvolvido entre Cabo Verde e Luxemburgo”, ressaltou.

Quanto ao programa anterior realçou bons resultados, nomeadamente no que diz respeito à melhoria da distribuição de água em vários municípios do País, o reforço do nexo energia/água, através da instalação de parques solares, bem como a redução dos custos da água e o reforço das condições de higiene, tanto nas cantinas e casas de banho das 100 escolas contempladas.

O principal objectivo do Governo de Cabo Verde neste sector é atingir o mais rapidamente possível o Objectivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS), tendo em conta a sustentabilidade ambiental (aumento das energias renováveis na produção e distribuição bem como na eficiência e disponibilidade de água e ainda os aspectos relacionados ao saneamento).

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project