ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Mais de 300 contratados no âmbito de Covid-19 sem segurança social-Protestos de visados 10 Julho 2022

Mais de 300 contratados no âmbito do Covid-19 pelo Ministério de Saúde estão sem cobertura da segurança social desde novembro de 2021, apesar dos descontos que vêm sendo feitos nos seus salários. Um grupo desses trabalhadores, que inclui enfermeiros, pessoal de estatísticas e ajudante de serviços gerais em todas as ilhas de Cabo Verde, procurou este jornal para denunciar que todos estão a sofrer com essa situação por falta de assistência medica e medicamentosa, com destaque para o acesso a prótese dentária e óculos que são mais dispendiosos.

Mais de 300 contratados no âmbito de Covid-19 sem segurança social-Protestos de visados

A fonte, que pediu para não ser identificada, precisa que todos são contratados por tempo determinado – maioria por três meses renováveis. Descreve que, desde março de 2021 a Novembro do mesmo ano, o Ministério da Saúde pagou o INPS. Mas salienta que desde Novembro de 2021 até presente data estão sem cobertura da segurança social. «Já colocamos, por várias vezes, esse problema junto dos responsáveis das estruturas da saúde, mas sem solução», informa um dos denunciantes em tom irritado.

Para o entrevistado deste jornal, o mais grave é que o Ministério da Saúde vem realizando os descontos legais (IUR e INPS) nos seus ordenados, mas não vem pagando a segurança social no INPS há cerca de oito meses – Novembro a Julho deste ano. «Como consequência, não estamos a beneficiar da segurança social, nomeadamente da assistência médica e medicamentosa, com destaque para o acesso a prótese dentária e óculos, que são mais dispendiosos», denuncia.

Detendo-se ainda sobre este particular, exemplifica com o caso de uma enfermeira que contraiu covid-19 e ficou com uma perna imobilizada. «Ela foi evacuada para Praia, mas está sem cobertura do INPS», alerta.

Diante de tudo isto, os ouvidos por este jornal pedem a intervenção urgente do governo no sentido de resolver esta situação que está a afectar os mais de 300 contratados no âmbito de Covid-19 em todas as ilhas de Cabo Verde.

Entretanto, devido ao adiantado da hora do fecho desta edição de fim-de-semana, o ASemanaonline não conseguiu ouvir o Ministério da Saúde sobre esta matéria - promete ouvir aquele departamento governamental numa das próximas edições.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project