DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Mais de 50 detidos em Paris, Bruxelas e Amesterdão após vitória de Marrocos 11 Dezembro 2022

Mais de 50 pessoas foram detidas em Paris, Bruxelas e Amesterdão, em vários incidentes durante os festejos da histórica qualificação de Marrocos para as meias-finais de um campeonato do Mundo de futebol, ao bater Portugal.

Mais de 50 detidos em Paris, Bruxelas e Amesterdão após vitória de Marrocos

A vitória de Marrocos por 1-0, nos quartos de final do Mundial a decorrer no Qatar, foi celebrada por cerca de 20 mil pessoas em Champs-Élysées, em Paris, onde ocorreram vários incidentes que resultaram na detenção de 42 pessoas, segundo o último balanço da polícia.

As forças de segurança mobilizaram um forte dispositivo, com 1.220 agentes para a área, face às duas partidas dos quartos-de-final, na outra das quais a França bateu Inglaterra por 2-1.

Os festejos iniciais geraram alguns distúrbios, como o incêndio de duas motos nas ruas adjacentes à Champs-Élysées, uma das principais avenidas da capital francesa.

Também no sábado, a polícia da Bélgica deteve uma dezena de pessoas na capital, Bruxelas, na sequência de distúrbios que eclodiram após a vitória de Marrocos sobre Portugal.

Algumas dezenas de jovens encapuzados atiraram projéteis contra os agentes da polícia, que responderam com gás lacrimogéneo, disse ao jornal "Le Soir" a porta-voz da polícia Ilse Van de Keere, que confirmou, no entanto, que "não houve danos significativos".

Apesar do ambiente festivo inicial nas ruas da capital belga, com centenas de adeptos de Marrocos, a presença policial foi forte no centro da cidade para evitar incidentes, com algumas entradas de metro encerradas e linhas de autocarros desviadas como prevenção.

Depois dos distúrbios registados na semana, após a vitória de Marrocos frente à Bélgica, alguns moradores promoveram uma iniciativa através das redes sociais para criar uma corrente humana e distanciar os adeptos com comportamento violento das unidades policiais e evitar que destruam mobiliário urbano, indicou a televisão pública RTBF.

Um dos organizadores da corrente humana disse ao canal não querer que a comunidade marroquina de Bruxelas seja associada "à violência de uma pequena minoria".

Nas principais cidades do Países, os adeptos também saíram às ruas para comemorar a vitória de Marrocos sob alguma "tensão" e forte presença policial.

Houve distúrbios em vários locais de Amesterdão, segundo a polícia, que por volta das 20:00 (19:00 em Lisboa) emitiu uma ordem de emergência para evacuar várias ruas e acabou por disparar um canhão de água e efetuar várias detenções, avançou a televisão pública NOS.

Em Roterdão, o acesso ao centro foi cortado devido à aglomeração, segundo o canal, que mencionou o lançamento de engenhos pirotécnicos, mas sem perturbações.

Já em Haia, adeptos atiraram engenhos pirotécnicos contra a polícia, que ordenou a evacuação de algumas ruas.

Marrocos tornou-se a primeira seleção africana a atingir as meias-finais de um campeonato do Mundo de futebol masculino, onde irá enfrentar a França, atual detentora do título. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project