DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Mais uma maratonista queniana obtém novo recorde: 2:14.04 15 Outubro 2019

Brigid Kosgei, de 25 anos, venceu esta segunda-feira, 14, a Maratona de Chicago com a marca de duas horas, catorze minutos e quatro segundos. Ela torna-se assim a detentora do novo recorde — que durante 16 anos teimava em chegar.

Mais uma maratonista queniana obtém novo recorde: 2:14.04

Brigid Kosgei, que venceu também a Maratona de Chicago em 2018, melhorou em um minuto e vinte e um segundos o recorde estabelecido há dezasseis anos pela britânica Paula Radcliffe: 2:15:25, na Maratona de Londres em 2003.

As maratonistas etíopes Ababel Yeshaneh e Gelete Burka chegaram em segundo e terceiro lugar na prova, respetivamente em 2:20:51 e 2:20:55.

Em masculino, foram vencedores o também queniano Lawrence Cherono com 2:05:45, os também etíopes Dejene Debela, 2:05:46, e Asefa Mengstu, com 2:05:48.

A maratonista queniana emula o sucesso de Kipchoge, seu conterrâneo, que no domingo estabeleceu um recorde na maratona de menos de duas horas.

Os atletas do Rift — que abrange o Quénia, Somália e Etiópia — continuam a desafiar os cientistas. Testes continuam a tentar perceber até que ponto o estilo de vida de crianças e adolescentes das áreas rurais contribui para a elevada capacidade aeróbica que demonstram.

Na região montanhosa do Rift, a universidade de Londres conduziu um estudo cujos resultados (online) mostram que em média, a capacidade aeróbica das crianças com a média de 13 anos de idade – que todos os dias percorrem em média 7,5 km no trajeto casa-escola-casa – é de 73.9±5.7 ml. kg−1. min−1, nos rapazes e 61.5±6.3 ml. kg−1. min−1, nas meninas.
.

Fontes: Chicago Times/Al Jazeera/AFP/ BBC/Sites especializados

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project