MÚSICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Manel di Candinho lança “Rainha das ilhas” um álbum de mornas contribuindo pela salvaguarda deste Património Mundial 30 Dezembro 2022

O músico cabo-verdiano Manel di Candinho lança hoje, na Praia, “Rainha das ilhas” um álbum de mornas contribuindo pela salvaguarda deste género que é Património Mundial da Humanidade, perspectivando a sua projecção no mundo.

Manel di Candinho lança “Rainha das ilhas” um álbum de mornas contribuindo pela salvaguarda deste Património Mundial

“O álbum ‘Rainha das ilhas’ é uma viagem que eu fiz de Santo Antão a Brava”, começou por descrever o músico à Inforpress, revelando o que o álbum de nove músicas e 14 temas é também uma homenagem às ilhas do arquipélago e aos músicos e compositores de mornas.

“Rainha das Ilhas”, segundo o músico, contempla mornas que fazem referência a todas as ilhas de Cabo Verde desde a ilha de Santo Antão com o tema “Santo Antão” de Pedro Barbosa e “Paul” de B.Leza à ilha Brava com o tema do patrono da mornas Eugénio Tavares “Morna Nha Santana”.

O álbum, prosseguiu o músico, tem como objectivo unir o arquipélago através de mornas, sendo o “único” género musical pertencente a todas as ilhas.

“Se repararmos, Cabo Verde tem outros géneros musicais, funaná, cola san jon, etc, que são músicas regionais, mas todas as ilhas têm grandes compositores de morna, isto significa que a morna pertence a todos e qualquer ilha sente a morna de forma igual”, disse.

Conforme o também instrumentista e produtor, este novo trabalho irá contribuir “muito” para a salvaguarda da morna Património Mundial que tem uma grande tendência de transcender, ultrapassar as fronteiras, uma vez que agora o género pertence ao mundo.

Com este álbum, Manel Candinho conta cinco álbuns no mercado, acreditando que esta última terá uma “grande” projecção a nível internacional, contribuindo assim para um maior ensinamento e conhecimento da morna às novas gerações.

“As mornas são reproduzidas num instrumento muito querido pela maioria das pessoas, de todas as faixas etárias, por isso espero que este novo trabalho venha percorrer o mundo e elevar Cabo Verde”, perspectivou.

O concerto de lançamento oficial a acontecer esta noite na capital, no Auditório Nacional Jorge Barbosa, será de muitas surpresas, comprometeu o músico da ilha de Santiago, que quer levar o álbum a todas as ilhas do País, pelo que depois desta será a ilha de São Vicente já em Janeiro do ano a aproximar.

Nascido em Chaminé, concelho de São Domingos, considerado o jardim de muitos músicos santiaguenses, foi no Seminário de S. José, na Praia, que Manel di Candinho teve o seu primeiro contacto com um instrumento musical, na circunstância o órgão.

Manel di Candinho é também um dos discípulos assumidos do renomado músico, compositor e dramaturgo, Ano Nobo, tendo iniciado a sua carreira musical em 1978, num agrupamento animador de bailes populares do seu concelho. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project